sexta-feira, 24 de outubro de 2014

TSE se acumplicia com a Veja em golpe contra a democracia brasileira



http://inter03.tse.jus.br/sadpPush/ExibirDadosProcesso.do?nprot=321182014&comboTribunal=tse



Ao negar a liminar requerida pela Coligação Com a Força do Povo e pela candidata à reeleição Dilma Rousseff, para recolher a edição da revista "Veja", que traz em sua Capa afirmação caluniosa contra a presidenta da República Dilma e contra o ex-presidente Lula, de que eles "sabiam" sobre o esquema de corrupção montado pelo ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa juntamente com o doleiro Alberto Youssef com empreiteiras que prestavam serviços para a estatal, o TSE compactua com o golpe que a mal afamada publicação semanal tenta, mais uma vez, aplicar contra a democracia brasileira, ao engendrar uma farsa abjeta, com o propósito claro de influir no resultado das eleições presidenciais mediante a criação de factoides sem quaisquer provas ou mesmo indícios.


A simples confrontação entre o que a Revista "Veja" afirma em sua capa, ou seja, que "Eles sabiam de tudo" e o conteúdo da reportagem já seria suficiente para que a liminar fosse concedida, uma vez que há flagrante contradição entre ambos, conforme se depreende pela leitura do seguinte trecho, pinçado das páginas 62/63, do semanário, ao qual o jornalista e blogueiro Paulo Henrique Amorim, com toda razão, já alcunhou de "detrito de maré baixa". Senão vejamos: "Gabrielli poderia ter realizado toda essa manobra sem que Lula soubesse? O fato de ter ocorrido no governo Dilma é uma prova de que ela estava conivente com as lambanças da turma da estatal? Obviamente, não se pode condenar Lula e Dilma com base apenas nessa narrativa. Não é disso que se trata. Youssef simplesmente convenceu os investigadores de que tem condições de obter provas do que afirmou a respeito de a operação não poder ter existido sem o conhecimento de Lula e Dilma".







Observem, estimados leitores, o grau de leviandade, de bandidagem, golpismo e má-fé, da revista Veja, ao afirmar, em sua capa, em letras graúdas que Dilma e Lula sabiam, quando, em seu interior, na própria matéria, diz coisa bem diversa, afirma não ser possível afirmar que Lula e Dilma sabiam, mas que os investigadores acreditam, segundo uma interpretação subjetiva, seja da Veja, seja dos supostos investigadores que teriam, estranhamente vazado seu juízo de valor (cometendo crime funcional da mesma natureza daquele pelo qual o delegado Protógenes foi condenado, pelo Supremo, esta semana, é bom lembrar) que o delator teria, quem sabe, condições de, talvez, vir a provar o que alega.

Se da Veja não se poderia esperar atitude diversa, ou seja, jornalismo ético, responsável, pois já virou, há muito tempo, um panfleto a serviço da extrema direita sem nenhuma credibilidade, pelo menos do Tribunal Superior Eleitoral era de se esperar que salvaguardasse a higidez do processo eleitoral em homenagem ao regime democrático que tanto nos é caro.

Sejamos nós, então, a denunciar mais esse golpe da direita golpista e odienta que não tolera ver o pobre fazendo três refeições por dia, frequentando universidade e tendo uma vida minimamente digna. Sejamos nós a repudiar qualquer tentativa de fraude, seja por que meio for à vontade soberana do povo que é de reconduzir Dilma para mais quatro anos de inclusão social e de governo popular. Domingo é Dilma de novo, com a força do povo! Golpista não passarão!!!

DILMA DETONA REPORTAGEM CALUNIOSA DA VEJA

quinta-feira, 23 de outubro de 2014

Contra os barões da Mídia, a oligarquia Campos e os demotucanos é 1 é 3 é Dilma Outra Vez!


Caminhada com Dilma e Lula pelas Ruas do Centro do Recife, em 21/10/2014
(Foto: Rodrigo Baltar)

As Redes Sociais têm desempenhado um papel fundamental nesse segundo turno das eleições presidenciais, principalmente em Pernambuco, onde praticamente todos os veículos tradicionais de comunicação, desde rádios até a mídia impressa, puseram-se a serviço da candidatura do tucano Aécio Neves, desde que a Família Campos e a ala do PSB, comandada pela oligarquia Campos, revelaram seu apoio ao candidato do PSDB que perdeu em Minas Gerais, seu Estado natal, mas que tem a ousadia de se ver vitorioso em Pernambuco, para que os oligarcas Campos provem ao Brasil que conseguem colocar cabresto no povo pernambucano, povo historicamente conhecido por seu espírito aguerrido e libertário.

Aécio Neves não tem nenhuma afinidade com o povo pernambucano. Para além disso, jamais moveu uma única palha em prol do Estado de Pernambuco, tendo, inclusive, questionado a vinda da fábrica da FIAT para a cidade de Goiana, que gerará emprego e renda para a região Nordeste, pois no seu entender, explicitado em discurso feroz contra a política do governo Dilma para o Nordeste, o empreendimento deveria ter ido para Minas Gerais.

Quando o vereador André Regis, do PSDB, conseguiu aprovar um título de cidadão recifense para Aécio Neves, não faltaram questionamentos, em toda a cidade, sobre o que o já presidenciável tucano fizera, por nossa cidade, para merecer tal honraria e hoje o que se questiona é o porquê de tanto empenho da oligarquia Campos, em impor, aos pernambucanos, a candidatura de alguém que continuamos a questionar o que fez para merecer a honra de receber o nosso voto, o voto do povo pernambucano, quando nem o povo mineiro, que por ele, Aécio Neves, foi governado por dois mandatos, nele confiou para presidir o país.

Não há um único ato, projeto ou ação que se possa apontar como sendo de iniciatiava ou autoria de Aécio Neves em benecífio de Pernambuco ou do próprio Nordeste e  os oligarcas do clã Campos, de repente, por puro ódio ao PT e à presidenta Dilma ou por ganância mesmo, querem nos dizer que esse candidato, o candidato deles, é o melhor para Pernambuco e para o Nordeste.

Segundo os oligarcas Campos, juntamente com os insignificantes demotucanos que a eles se agregaram em Pernamnbuco, graças às “doações” eleitorais já denunciadas pelo Conversa Afiada (v. link) envolvendo repasses para financiamentos de campanhas, via “caixa dois”, em 2012, de Aécio Neves para Eduardo Campos e Geraldo Júlio, que beiraram a casa dos R$ 3 milhões, é o Aécio Neves, que nunca fez nada por Pernambuco e não a presidenta Dilma, que, por sua vez, já deu provas e mais provas de seu apreço e compromisso com nosso Estado e com o Nordeste.

Eixo Leste de Integração do São Francisco
"Na última segunda-feira, 13, foram iniciados 
os testes de bombeamento da EBV-1
cumprindo o cronograma oficial de andamento
das obras. Até o final deste ano, a Meta 1 
Leste estará em pré-operação, o que significa
que os sistemas, os equipamentos e as 
estruturas estão em preparação 
para a futura operação comercial."
Foto: Moreira Jr.
Dilma fez muito por Pernambuco. Fez demais pelo Nordeste. Foram bilhões e bilhões de investimentos que geraram emprego, renda e que colocaram o povo nordestino no mapa da dignidade. Infelizmente, como todo remédio, o remédio que os governos Lula e Dilma aplicou para a saúde social e econômica do  Nordeste
trouxe efeitos colaterais negativos e um dos piores foi a projeção de oportunistas e parasitas no cenário regional e até nacional, que depois de se beneficiarem, à exaustão, de todos os projetos de inclusão social e desenvolvimento que os governos petistas trouxeram para nossa região, resolveram usar o prestígio conquistado à custa desses benefícios, como moeda de barganha para seus projetos inescrupulosos de poder.
Eixo Leste de Integração do São Francisco
O empreendimento apresenta 66,1% de execução física
com 11.493 trabalhadores e 4.101 máquinas
Foto: Adalberto Marques

Agora, auxiliados por uma mídia que se alimenta dos cofres públicos e, portanto, sem a necessária independência para fazer um jornalismo à altura dos próprios profissionais que emprega, os parasitas que cresceram politicamente, em Pernambuco, às custas dos governos Lula e Dilma, querem atentar contra a inteligência e a boa fé do povo pernambucano, levando-o a virar às costas a quem sempre esteve de braços abertos e cofres voltados para esse mesmo povo.

Mas o povo pernambucano, ao que tudo indica, acordou da letargia em que esteve mergulhado nos últimos tempos e resolveu sair às ruas e ganhar as Redes Sociais para defender seu legado que é o legado do governo do povo, o governo de Dilma e Lula que será reeleito no próximo dia 26 e ainda com uma expressiva votação aqui em Pernambuco e em todo o Nordeste que saberá dar uma lição aos emissários da mentira e porta-vozes do atraso que se travestiram de Nova Política para tomarem do povo, os direitos e avanços tão duramente conquistados nesses últimos 12 anos.


Por isso que eu digo e digo e repito, sem medo de ser feliz, que dia 26 é Dilma de novo com a força do povo. É 1 é 3, é Dilma outra vez!

Caminhada com Dilma e Lula pelas Ruas do Recife, em 21/10/2014 (Foto: Rodrigo Baltar)


DESMASCARANDO A MIDIA PATROCINADA COM O NOSSO DINHEIRO PRA NOS ENGANAR













Videos mostrando a fracassada manifestação pró-Aécio, ontem, no Marco Zero:





sábado, 18 de outubro de 2014

Documentos revelam que Aécio arrecadou e repassou mais de R$ 2,5 milhões para Campos e Geraldo Júlio em 2012

Do Conversa Afiada

Foi assim que Aécio levantou
R$ 166 milhões para 2012-2014?

Aécio Neves e Eduardo Campos estariam unidos desde a eleição de 2012

Cartório autenticou assinatura de Danilo de Castro



O Procurador Federal de Minas Gerais, Eduardo Morato Fonseca, recebeu do Sindicato dos Auditores Fiscais de Minas Gerais (SINDIFISCO-MG), um documento que mostra uma lista de políticos, partidos e empresas numa operação para, supostamente,  financiar as campanhas eleitorais de 2012 para prefeitos e vereadores.

Conversa Afiada tem a informação de que o promotor Morato Fonseca encaminhou a documentação à Procuradoria Geral da República, já que entre os suspeitos estão políticos com direito a foro privilegiado.

No documento, onde se lê “consórcio” é possível entender que dele façam parte operações à margem da legislação eleitoral.

O arquivo teria sido enviado ao candidato a Presidente Aécio Neves (PSDB), em 4 de setembro de 2012, por Danilo de Castro, à época Secretário de Estado de Governo de Minas e possível operador do esquema. Nessas eleições, Castro coordenou a campanha de Pimenta da Veiga (PSDB) ao Governo de Minas.

A movimentação financeira teria beneficiado partidos e políticos – principalmente prefeitos e vereadores – nas eleições de 2012. Entre eles, o ex-governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), que faleceu este ano em acidente de avião. Teriam sido destinados R$ 2 milhões e 500 mil a Campos, conforme teria determinado Aécio Neves, como mostra o documento, o que mostra uma suposta ligação entre ambos há, pelos menos, dois anos.

Ao todo, 19 siglas teriam o caixa abastecido com o esquema, como PSDB, PSB, DEM, PPS, PSD, PV, PP, PRB. Entre os políticos citados, estão José Serra (PSDB), então candidato a prefeito em São Paulo, que teria recebido R$ 3 milhões e 600 mil, o prefeito de Belo Horizonte (MG), Marcio Lacerda (PSB), R$ 7 milhões, Arthur Virgilio (PSDB), prefeito de Manaus (AM), R$ 600 mil, Geraldo Julio (PSB), prefeito de Recife (PE) R$ 550 mil e o senador José Agripino Maia (DEM), R$ 2 milhões e 300 mil “por intermédio” do deputado Gustavo Correia (DEM-MG), de acordo com o documento.

Os recursos podem ter saído de mais de 150 empresas dos mais diversos setores, como alimentação, construção civil, bancos, associações e sindicatos. Algumas foram citadas recentemente pelo ex-diretor da Petrobras, Paulo Roberto Costa, em seu depoimento à Justiça Federal: Andrade Gutierrez, OAS, Queiroz Galvão e Camargo Correa.

Chamam a atenção supostas doações de grupos como Conselho Federal de Medicina, que se envolveu na polêmica do programa Mais Médicos, que teria cedido R$ 40 mil, Federação Mineira dos Hospitais R$ 45 mil, Federação das Santas Casas de MG com R$ 100 mil, Associação Espírita o Consolador com R$ 160 mil, Associação dos cuidadores de idosos de MG, com R$ 200 mil, UGT (União Geral dos Trabalhadores) R$ 50 mil e Sindicato dos ferroviários R$ 55 mil. Além de bancos como o BMG, BGT Pactual, Santander, Itaú e Mercantil do Brasil.

Outras que aparecem são empresas ligadas a governos, como a CEMIG, companhia de energia de Minas, que teria doado R$ 6 milhões, a CODEMIG (Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais) R$ 3 milhões e a Fundep (Fundação de desenvolvimento da Pesquisa) instituição que realiza a gestão de projetos de ensino, pesquisa e extensão da UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais).

Alguns dos doadores já são denunciados por participar de esquemas polêmicos. Um deles é o dono da Stillus Alimentação Ldta, Alvimar Perrela, ex-presidente do Cruzeiro e irmão do deputado Zezé Perrela. Segundo matéria de O Globo, “ele é acusado de liderar um esquema de fraudes que o fez vencedor em 32 licitações com o governo de Minas para o fornecimento de quentinhas para presídios do estado. No período de janeiro de 2009 a agosto de 2011, o grupo de empresas ligadas a Stillus Alimentação recebeu cerca R$ 80 milhões em contratos firmados com a Secretaria de Estado de Defesa Social de Minas”.
Construtora Cowan, uma das responsáveis pela construção do viaduto que caiu em Belo Horizonte, de acordo com os documentos, teria cedido ao esquema R$ 650 mil.

Consta ainda a quantia de R$ 36 milhões e 800 mil que teria vindo de “outras fontes”, não esclarecidas.

O dinheiro arrecado teria irrigado, principalmente, as campanhas de PSDB, DEM e PSB.
Abaixo, o documento na íntegra:




















Em tempo: membros da oposição na Assembleia Legislativa de Minas chegaram a convocar uma coletiva para divulgar esse documento. Mas cancelaram, sobretudo, porque ele menciona  nomes que fazem parte de um grupo que pode vir a apoiar o Governo de Fernando Pimentel.

Em tempo2: Na ilustração do alto, o amigo navegante pode observar que o documento com o timbre do 7o ofício de notas de Belo Horizonte, situado à Rua dos Goytacases, número 43, centro,  datado de 04/09/2012, teve a assinatura de Danilo de Castro reconhecida no dia 02/10/2012, pelo escrevente Gustavo Correia Eunapio Borges no 7o ofício de notas de Belo Horizonte.

Filiado ao PSDB-MG, foi Secretário de Estado do Governo de Minas Gerais e Deputado Federal, eleito por três vezes consecutivas.

Em tempo3: O Conversa Afiada encaminhou este post ao Presidente do Tribunal Superior Eleitoral, Ministro Dias Toffoli, com a pergunta: se for verdade, que Democracia e que eleições são essas?

Em tempo4: atento amigo navegante liga para observar que a cidade de Cláudio teriam sido destinados R$ 300 mil , possivelmente ao Titio, e, talvez, antes de ele manter a guarda da chave do aeroporto….




Paulo Henrique Amorim com Alisson Matos





Danilo é o pau para toda obra dos Neves

LINK DA MATERIA: