POLÍTICA NEOLIBERAL


Por Julieta Brontée

É indisfarçável que o governo Dilma, seguindo a mesma linha adotada por seu padrinho e antecessor, o ex-presidente Lula, adota uma política econômica nitidamente neoliberal. A opção pelas privatizações é patente e somente por leviandade ideológica tenta fazer crer que o quadrado é redondo ao afirmar, insistentemente, que concessão não é o mesmo que privatização. Afinal, o que é uma concessão se não a transferência de uma atividade estatal para a exploração da iniciativa privada? E por meio da cobrança de tarifas ou preços.
Impressiona o nível crescente de endividamento do Estado brasileiro que já compromete, praticamente, metade da arrecadação com o pagamento de juros e serviços da dívida pública, em grande parte construída através do lançamento de títulos públicos no mercado, pelo BNDES, para financiar, justamente, a iniciativa privada que enriquece com as superfaturadas obras do PAC.
Em Educação, o investimento foi de 2,99% do orçamento geral da União de 2011. Em Saúde, 4,07% e em Segurança Pública, ridículos 0,41%. Talvez isso ajude a explicar o porquê das greves entre os servidores dessas categorias, que reivindicam não apenas melhorias salariais, mas, mais que isso, investimento num serviço público de qualidade, invertendo a atual lógica do governo que só privilegia o sistema financeiro e o empresariado.

CURTO CIRCUITO
• “Kit felicidade” - Ainda sobre o nosso comentário acima, é um escárnio a declaração de Eike Batista, um dos dez homens mais ricos do mundo, segundo a revista Forbes, de que o anúncio do governo do pacote de concessões é um “kit felicidade”. Retrata, porém, a realidade, pois, enquanto as greves no serviço público estouram porque os investimentos em educação, saúde e segurança pública são pífios, o Estado, repita-se, endivida-se para enriquecimento de pessoas como Eike Batista.

*Publicada hoje no Jornal "O Estado", de Fortaleza.

Comentários

MAIS ACESSADAS DO MÊS

Empresa flagrada servindo comida podre para alunos das escolas públicas de Pernambuco promove assédio judicial contra Editora do blog da Noelia Brito na tentativa de intimidá-la e cessar denúncias do Blog contra malfeitos da empresa, também apontados pela Polícia Civil, pelo MPPE e pelo TCE/PE

Aos gritos de "tem roubo", alunos protestam contra a falta de Merenda durante visita de Paulo Câmara. Na Prefeitura do Recife, Geraldo Júlio é notificado pelo MPPE para explicar denúncias do SIMPERE sobre irregularidades em contratos da Merenda

Até ameaças de morte teriam sido feitas por Eduardo da Fonte e Ciro Nogueira contra testemunhas para que mudassem depoimentos na Lava Jato contra parlamentares do Partido. Apartamento de Dudu da Fonte em Boa Viagem também foi alvo de buscas e apreensões