Notícias




sábado, 15 de junho de 2013

ABIN ESTARIA INVESTIGANDO 'EVENTUAIS RELAÇÕES ESPÚRIAS' DE EDUARDO CAMPOS COM FINANCIADORES DE CAMPANHA, INSINUA REVISTA


Do Blog da Brontée

Ciro Gomes e Eduardo Campos tiveram
 jantar reservado no último dia 27/05,
sobre assuntos até hoje não revelados

Matéria da Revista "Veja" desta semana, revela que a PM de Pernambuco teria prendido quatro arapongas da ABIN, a Agência Brasileira de Inteligência, durante operação de espionagem montada contra o governador de Pernambuco e presidenciável, Eduardo Campos, no Complexo Portuário de SUAPE. Os espiões se disfarçavam de operários e a pretexto de monitorarem o movimento sindical, buscavam localizar "eventuais relações espúrias entre Campos e o setor privado. Os agentes detidos faziam perguntas específicas sobre o governador", diz a reportagem. 

Um ex-ministro de Lula, ouvido pela reportagem, opina que a razão da escolha de SUAPE para a espionagem não foi à toa, afinal, segundo esse ex-ministro, cujo nome não foi revelado, "Tudo em Pernambuco é feito em função de Suape. Viadutos, ferrovias, tudo." Os "grandes investimentos, portanto, passam por lá - assim como as grandes empresas e os financiadores de campanha." Já um parlamentar de Pernambuco, cujo nome também não foi revelado, seguiu a mesma linha de raciocínio do ex-ministro para justificar a escolha de Suape como ambiente propício para investigações: "No porto, atuam grandes financiadores de campanha e, mais importante, grandes corretores de contribuições eleitorais."

Segundo a reportagem, os agentes da ABIN, que é um órgão de assessoramento exclusivo da presidência da República, ou seja, de Dilma Rousseff, eram Mário Ricardo Dias Santana, Nilton de Oliveira Cunha Junior, Renato Carvalho Raposo de Melo e Edmilson Monteiro da Silva, este último, curiosamente, dublê de espião e vereador pelo Partido Verde, na cidade de Jaboatão dos Guararapes, Partido que, aliás, integra a base de sustentação do governador com uma Secretaria, a de Meio Ambiente, por sinal, tema que é considerado um dos mais espinhosos da gestão de Eduardo Campos, justamente em razão dos licenciamentos ambientais para a instalação dos grandes empreendimentos que alavancaram o desenvolvimento do Estado e a popularidade do governador, ocorridos, principalmente em SUAPE.

Os arapongas da ABIN, todos lotados na Superintendência de Pernambuco, segundo a Veja, no dia da detenção pelo serviço de inteligência da Polícia Militar de Eduardo Campos, dirigiam dois veículos, um dos quais com placas "frias" e ou outro registrado em nome da própria Agência.

Ao ser comunicado da prisão dos "abinlhudos", por meio de um relatório de uma página arquivado em seu Gabinete Militar, o governador Eduardo Campos convocou uma reunião com alguns aliados do PPS, entre os quais o presidente nacional da legenda, o deputado federal Roberto Freire, que, por sua vez,  segundo a revista, teria se negado a falar sobre o assunto.

Intrigante que entre tantos aliados, o governador tenha escolhido justamente o presidente do PPS para esse desabafo. Será que essa arapongagem também não teria sido o tema das conversas de Eduardo Campos com o ex-ministro Ciro Gomes? Afinal, a Libra Holding, uma das principais exploradoras de portos públicos e que já manifestara interesses em Suape, destinou nada menos que 57% de todas as suas doações de campanha, nos dois últimos processos eleitorais, para o PSB, Partido não só do governador Eduardo Campos, mas também do ex-ministro Ciro Gomes, de seu irmão Cid Gomes e do Ministro Leônidas Cristino, indicado por Ciro Gomes para a Secretaria Especial dos Portos do governo Dilma Rousseff. 

* Com a colaboração de Noelia Brito, do Recife

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.

Siga o Blog por Email

Twitter Updates 2.2: FeedWitter

Seguidores

Vídeos

BoxVideos1

BoxVideos2

Noelia Brito © 2016 Todos os direitos reservados.