CNMP julga agora à tarde retorno de Belize Câmara à Promotoria do Meio Ambiente do Recife



O Conselho Nacional do Ministério Público - CNMP decide, logo mais, se a promotora de Justiça Belize Câmara deverá reassumir suas funções junto à Pomotoria de Meio Ambiente da Capital. O afastamento da Promotora, por determinação do Procurador Geral de Justiça Agnaldo Fenelon, causou comoção e revolta em vários segmentos da cidade, que enxergaram influências de interesses políticos e de grandes empreiteiras na atitude do Procurador Geral, tendo em vista que o trabalho da promotora estaria contrariando esses interesses, em especial no tocante ao empreendimento "Novo Recife" das construtoras Moura Dubeux e Queiroz Galvão, esta última, inclusive, doadora da campanha do afilhado político do governador Eduardo Campos, o atual prefeito Geraldo Julio.

Inconformada com sua transferência, a promotora apresentou recurso ao Conselho, onde será representada, nesta tarde, para sustentação oral, pelo também promotor de Justiça e ex-coordenador das Promotorias de Meio Ambiente, André Silvani. André Silvani chegou a entregar o cargo de Coordenador das Promotorias de Meio Ambiente tão logo foi comunicado por Agnaldo Fenelon sobre o afastamento de Belize Câmara.

Pelo menos 5 cidadãos também apresentaram representações contra Agnaldo Fedelon, repugnando a medida. Na Sessão de hoje, os recursos dos cidadãos recifenses serão representados pela advogada Liana Cirne, do Grupo Direitos Urbanos.

PROCESSOS COLOCADOS NA PAUTA PELO CNMP:

0.00.000.000260/2013-16 (Procedimento de Controle Administrativo) (Apensos: Processos CNMP N.o 0.00.000.000261/2013-52; 0.00.000.000376/2013-47; 0.00.000.000377/2013-91; 0.00.000.000378/2013-36 e 0.00.000.000419/2013- 94)
Sigiloso Ministério Público do Estado de Pernambuco Requer o controle em relação ao afastamento de membro do Ministério Público do Estado de Pernambuco, das apurações de irregularidades do Projeto Novo Recife, o qual foi aprovado pelo Conselho de Desenvolvimento Urbano. Cons. Taís Schilling Ferraz Pernambuco

0.00.000.000448/2013-56 (Procedimento de Controle Administrativo) Belize Câmara Correia - Promotora de Justiça do Estado de Pernambuco Ministério Público do Estado de Pernambuco Requer a suspensão dos efeitos da Portaria n° 381/2013, que dispensou membro do Ministério Público do Estado de Pernambuco do exercício cumulativo junto a 12a Promotoria de Justiça de Defesa da Cidadania da Capital, com atuação na tutela do Meio Ambiente e do Patrimônio Histórico Cultural. Pedido de Liminar. Cons. Taís Schilling Ferraz
Pernambuco 


O julgamento poderá ser acompanhado via internet no link abaixo. Para quem tiver o navegador Internet Explorer, no Portal do CNMP:

http://www.cnmp.mp.br/video/

Para os demais navegadores:

http://201.47.190.243/video

ENTENDA O CASO:

http://jconline.ne10.uol.com.br/canal/cidades/noticia/2013/03/01/belize-camara-e-afastada-da-promotoria-de-defesa-do-meio-ambiente-do-recife-75060.php

http://jc3.uol.com.br/blogs/blogjamildo/canais/noticias/2013/03/06/apos_afastamento_de_belize_coordenador_do_caop_de_meio_ambiente_entrega_cargo_147224.php

http://jc3.uol.com.br/blogs/blogjamildo/canais/noticias/2013/03/12/as_veias_abertas_do_ministerio_publico_de_pernambuco_147555.php




Comentários

MAIS ACESSADAS DO MÊS

PAULO CÂMARA INSISTE EM EXPULSAR POLICIAIS MILITARES QUE DEFENDEM CATEGORIA, MAS PROTEGE CORONEIS DENUNCIADOS POR CORRUPÇÃO EM SEU GOVERNO INVESTIGADOS POR DESVIOS PARA CAMPANHAS DO PSB

"Jarbas Vasconcelos é um lambe-botas que escapou da Lava Jato pela prescrição", Artigo de FBC para a Folha de São Paulo desmonta falso moralismo de Jarbas e dá o tom do que será 2018

TULIO GADELHA DIVULGA CARTA REVELANDO REAIS MOTIVOS DE SUA EXONERAÇÃO DO ITERPE: "AJUSTE PARTIDÁRIO E ELEITOREIRO"