SECRETARIO DE ASSUNTOS JURIDICOS DE GERALDO JULIO FOI ESCALADO JUNTAMENTE COM O DE MOBILIDADE E CONTROLE URBANO PARA "DESTRAVAR" PROJETOS DE EMPREITEIRAS. LEIA REVELADOR ARTIGO PUBLICADO EM 2011 NA REVISTA "ALGO MAIS"

DA REVISTA "ALGO MAIS"

22/03/2011 11:59
 FAZENDO A HORA - Há cinco anos fomos brindados com o nascimento da Revista Algo Mais, que logo se tornou respeitável fonte de informação e defensora das potencialidades da nossa gente.
Ao passar desses poucos, porém, proveitosos anos, ela acompanhou o espetacular desenvolvimento de Pernambuco, pontuando os sucessos, alternativas e opiniões diversas como reflexão necessária ao bom debate. Fatos registrados para todo o sempre.

E o que esperar dos próximos cinco ou dez anos, principalmente quando o Governador Eduardo Campos acena com a duplicação do nosso Produto Interno Bruto?

Por certo já começa a ocorrer uma crescente e “saudável angústia” dos integrantes da classe política que pretendem disputar cargos majoritários, já que terão de se adequar aos novos tempos de menos discursos e mais ação.

Mas para o mundo corporativo, muito mais ansioso por fazer acontecer, cabem dois dedos de prosa.

Os entraves burocráticos para aprovação de projetos, licenciamento e liberação de obras, obtenção de certidões, arquivamento de documentos, registros e os mais diversos atos necessários para se iniciar qualquer atividade, obra ou serviço, começa a preocupar.

Não se pode conceber que os prazos legais máximos para a prática de atos a cargo de alguns setores públicos, sobretudo de prefeituras, da União e ainda alguns vinculados ao Judiciário, salvo honrosas exceções, sejam utilizados até o último dia, quando não freqüentemente ignorados e ultrapassados.

Tal como busca o governo estadual, a implantação de uma política de qualidade pública permanente e eficaz em que se premie o mérito afigura-se urgente, devendo ser verticalizada em todos os níveis, afastando-se a ineficiência. A fiscalização dos prazos, o uso obrigatório da informática e a disponibilização das informações desses órgãos e cartórios em tempo real e on-line deveria ser coercitiva, agilizando todos os procedimentos.

No setor da construção civil, onde o mercado imobiliário pernambucano vive um dos seus melhores momentos, os entraves burocráticos e cartorários são nocivos à velocidade de que necessita os construtores, o mesmo ocorrendo com os demais setores produtivos. E dificuldades podem representar a transferência de investimentos para outro local, o que é inconcebível!

A iniciativa privada, na qual me incluo como advogado de empresas, tem procurado fazer a sua parte, realizando investimentos constantes no aperfeiçoamento de seus quadros e buscando prestar serviços de excelência. E é esse aperfeiçoamento contínuo, inclusive de procedimentos, já incorporado ao dia a dia do setor privado, que deve nortear os gestores públicos.

Mundialmente a reengenharia de procedimentos tem sido de tal ordem que empresas americanas rodam sua contabilidade em países de outro hemisfério para não perder tempo enquanto é noite, e, na China, como demonstração do que será o futuro próximo das construções, toda a estrutura de um hotel de 15 andares foi erguida em incríveis 2 dias (no youtube digite “hotel 15 andares”). Esse é o futuro que nos espera, queiramos ou não.

Estudo recente da PwC (PricewaterhouseCoopers) aponta que em 2050, China, Índia, Estados Unidos, Brasil e Japão serão as cinco maiores economias mundiais, tendo sido destacado que a principal conclusão para esse fato é que “a recente crise financeira acelerou a passagem do poder econômico global para as economias emergentes”, e que essa mudança na ordem mundial “traz novos desafios e oportunidades para as atuais economias avançadas. (...) o rápido crescimento nos mercados de consumo associado a um rápido crescimento da classe média possibilitará grandes oportunidades para as empresas ocidentais, que poderão se estabelecer nesses mercados”.
Diz ainda o estudo que neste ano de 2011 a Índia deve ultrapassar o Japão; o Brasil ultrapassará a Alemanha em 2024, a Rússia em 2035 e o próprio Japão em 2038. A China deverá ser a maior economia mundial já em 2019.
Para o Brasil e, sobretudo, para o nosso Pernambuco, os ventos da economiamudaram. A hora é de fazer, e não de esperar acontecer.

* Revista Algomais de março de 2011

http://www.correiadecarvalho.com.br/noticias/visualizar/68

MATERIA RELACIONADA

SECRETÁRIO DE GERALDO JULIO PRESTA CONTAS A EMPREITEIROS EM VEZ DE SE REUNIR COM A SOCIEDADE CIVIL. AOS EMPREITEIROS JOÃO BRAGA PROMETE "DESTRAVAR" LICENÇAS PARA CONSTRUÇÃO DE EMPREENDIMENTOS


Comentários

MAIS ACESSADAS DO MÊS

Aos gritos de "tem roubo", alunos protestam contra a falta de Merenda durante visita de Paulo Câmara. Na Prefeitura do Recife, Geraldo Júlio é notificado pelo MPPE para explicar denúncias do SIMPERE sobre irregularidades em contratos da Merenda

Empresa flagrada servindo comida podre para alunos das escolas públicas de Pernambuco promove assédio judicial contra Editora do blog da Noelia Brito na tentativa de intimidá-la e cessar denúncias do Blog contra malfeitos da empresa, também apontados pela Polícia Civil, pelo MPPE e pelo TCE/PE

Com Internacional lotado, petistas falam ao Blog com exclusividade sobre pré-candidatura de Marília Arraes. Para Ferro, o PT de verdade está com Marília Arraes, não é o PT que fica fazendo negociatas nos esgotos do Palácio