Notícias




sexta-feira, 16 de agosto de 2013

STJ instaura, a pedido da Polícia Federal, sindicância para apurar venda de sentenças eleitorais na Paraíba


WSCOM Online

Da redacão

O processo é comandado pela ministra Laurita Vaz, do Superior Tribunal de Justiça

O cenário político da Paraiba está em fase de efervescência diante de decisão do Superior Tribunal de Justiça de pedir a investigação de denúncias de venda de setenças na Justiaça Eleitoral da Paraiba - informa o jornalista Walter Santos, do Blog do WS, em artigo publicado nesta sexta-feira, 16. A notícia cai como uma bomba no meio jurídico e político da Paraíba. De acordo com informações recebidas pelo colunista, a Polícia Federal investiga a venda de sentenças no Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba. Uma testemunha foi ouvida ontem. A ação corre em segredo de Justiça, mas o jornalista teve acesso a dados que comprovam a participação de pessoas de proa da política paraibana no esquema.
O processo é comandado pela ministra Laurita Vaz, do Superior Tribunal de Justiça, que determinou que Polícia Federal comande a oitiva de testemunhas para anexar o processo.
Ainda segundo informações do colunista, consta no processo escuta telefônica de um dos envolvidos falando sobre o assunto. Apesar de falar em código, os telefonemas foram decodificados e comprovariam a venda de sentenças no TRE paraibano.
Vejamos a notícia na íntegra:
Trata-se de rumoroso processo comandado no STJ pela ministra Laurita Vaz, cujo número é 821/DF e que, confirmado o teor do que já consta em depoimentos, certamente afetará fortemente a credibilidade dos envolvidos certamente respingando no Tribunal.Todo o processo, aliás, foi entregue no CNJ por um Juiz da Paraiba gerando desde anos passados a continuidade da apuração das denúncias envolvendo lideres políticos do Estado.Na prática, um personagem do Interior da Paraiba, de Sousa mais exatamente, andou falando horrores no celular e eis que a PF não só decodificou o assunto por revelar venda de sentenças no Estado como tem nominado os envolvidos, algo que a Coluna preserva em face de vários fatores, inclusive do Segredo Justiça.Ontem, por exemplo, o delegado da PF, Leonardo Paiva, ouviu mais uma testemunha na sede em Cabedelo quando foram ratificadas as denúncias expostas.Em síntese, o futuro da Paraiba em termos de sucessão governamental passa inevitavelmente por este rumoroso caso porque, em se confirmando o que está denunciado, é nitriglicerina pura. Fatal.BANCA JURÍDICAEm Brasilia, reside boa parte dos problemas construidos na negociação financeira do rumoroso caso. Certamente que, por envolver advogado famoso, tenderá a ter forte repercussão nacional.
Com os dados fornecidos pelo WSCOM onLine, fizemos uma pesquisa junto ao STJ e constatamos que, por determinação da Ministra Laurita Vaz, o Inquérito nº 821/DF passou a ser uma Sindicância registrada como SD 231/DF, tendo como partes M. A. de A. e V. V. do R. S. N. e como advogado Victor Hugo Mosquera, OAB/DF 011701

PROCESSO
Sd 341UF: DFREGISTRO: 2012/0254688-5
NÚMERO ÚNICO0254688-19-2012.3.00.0000
SINDICÂNCIAVOLUMES: 1APENSOS: 1
AUTUAÇÃO27/11/2012
REQUERENTEM P F
REQUERIDOM A DE A
RELATOR(A)Min. LAURITA VAZ - CORTE ESPECIAL
ASSUNTODIREITO PENAL
LOCALIZAÇÃOEntrada em GABINETE DA MINISTRA LAURITA HILÁRIO VAZ em 06/06/2013
TIPOProcesso Físico



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.

Siga o Blog por Email

Twitter Updates 2.2: FeedWitter

Seguidores

Vídeos

BoxVideos1

BoxVideos2

Noelia Brito © 2016 Todos os direitos reservados.