Notícias




sexta-feira, 17 de janeiro de 2014

CGE cumpre ordem judicial e divulga Edital para segunda fase do Concurso de 2010 para Analista de Controle Interno

Registro da visita que fizemos hoje a convite da CGE em companhia dos aprovados no último concurso da órgão e de diretores da Ascipe, quando os dirigentes da CGE foram comunicados da decisão do TJPE de que tinham prazo de 60 dias para realizar o curso de formação desses guerreiros sob pena de multa diária de R$ 5 mil. A omissão do governo Eduardo Campos e do TCE com relação a esse concurso foi objeto de artigos de minha autoria publicados no Blog do Jamildo.

Depois de mais de três anos de uma batalha que culminou com uma ordem judicial estabelecendo multa diária para o Estado de Pernambuco no caso de seu descumprimento, finalmente os aprovados na primeira fase do Concurso Público para o provimento dos cargos de Analista de Controle da Controladoria Geral do Estado foram convocados para participarem da fase final do certame que é justamente a do treinamento que precede a de suas nomeações.

Por várias oportunidades cobramos do governo Eduardo Campos a conclusão do concurso e chegamos a acompanhar alguns aprovados em visita à sede da CGE quando foi feita, com o apoio da ASCIPE, a entrega à assessoria do Secretário da Pasta, de cópia da decisão determinando a conclusão do Concurso.

Recentemente integrantes da própria CGE se juntaram aos concursados num protesto em defesa da instituição, reforçando a necessidade de valorizá-la, tendo em vista a flagrante política de esvaziamento de que o órgão tem sido vítima nos últimos anos, o que se mostrou evidente com a insistência em não finalizar um concurso tão importante, mesmo diante da crescente evasão de quadros, já denunciada pelo Associação da categoria.

Segundo a ASCIPE, a vacância da Controladoria do Estado sempre foi alta, em torno de 50%, desde a primeira nomeação dos servidores de Controle Interno em 2010. No mesmo sentido, dos 133 convocados até hoje, restam apenas 72 servidores, o que corresponde a uma evasão de 45,8%, em menos de 4 anos.

Além disso, a hora trabalhada do servidor de Controle Interno em Pernambuco corresponde a R$ 24,57, enquanto a média nos demais Estados do Nordeste é de R$ 48,94, quase o dobro.
  
Somada a isso está a ausência de transparência da gestão da Controladoria, uma vez que nenhum dos relatórios de auditoria e demais produtos da SCGE são divulgados no sítio eletrônico do órgão. A Associação dos Servidores de Controle Interno de Pernambuco (ASCIPE) já recebeu resposta negativa do Governo quanto à divulgação dos trabalhos concluídos da Controladoria.

À reivindicação pela nomeação, o quanto antes, dos aprovados do concurso de 2010 se soma, ainda, que o governo Eduardo Campos explique a evasão do Controle Interno no Estado de Pernambuco e que dê a devida valorização à carreira e passe a dar transparência ao trabalho dos Analistas.

A publicação do Edital para a segunda fase do Concurso da CGE está no Diário Oficial do Estado de Pernambuco de hoje:


PORTARIA SCGE No 005, DE 16 DE JANEIRO DE 2014.
O SECRETÁRIO DA CONTROLADORIA GERAL DO ESTADO DE PERNAMBUCO, no uso de suas atribuições legais e à vista da proposição da Comissão de Coordenação do Concurso Público SCGE/PE 2013, instituída pela Portaria SCGE no 054, de 18 de novembro de 2013, torna público o REGULAMENTO DA SEGUNDA ETAPA – PROGRAMA DE FORMAÇÃO do concurso público para provimento de vagas no cargo de Analista de Controle Interno, nos termos do item 1.3, letra b, do Edital no 1 – SECGE/PE, de 14 de outubro de 2010, conforme disposto no Anexo abaixo. 



saiba mais:

http://www.ascipe.com/2013/09/o-dia-em-que-cidadania-desmascarou.html

http://noeliabritoblog.blogspot.com.br/2013/04/o-pernambuco-nao-competitivo-de-eduardo.html



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.

Siga o Blog por Email

Twitter Updates 2.2: FeedWitter

Seguidores

Vídeos

BoxVideos1

BoxVideos2

Noelia Brito © 2016 Todos os direitos reservados.