Educação em Pernambuco: Na Poli, em vez de Quadra Esportiva para estudantes e comunidade, estacionamento para carros, denunciam estudantes

No último dia 27 de março, 
estudantes ligados ao movimento "Nada Será como Antes", do DA da tradicional Escola Politécnica de Pernambuco, que integra a Universidade Estadual de Pernambuco, organizaram um ato em nome de todos os alunos da Universidade, em protesto contra o desvio de finalidade no uso da quadra esportiva existente na POLI e também posicionando-se contra a nova lei das meias entradas para estudantes, deficientes e jovens carentes de 15 a 29 anos, que diminui a cota para 40 %.

Os alunos denunciam que em vez de ser usada para sua destinação originária que é a prática esportiva, em benefício de estudantes e comunidade, a quadra da Poli está sendo ilegalmente privatizada para benefício de alguns professores que a utilizam como estacionamento particular. O descaso e o abandono da quadra chegou ao ponto de ter gerado um incidente com uma tabela de basquete ali existente que despencou, pondo em risco os transeuntes que ali circulam, o que incluiu os que a utilizam para estacionar seus veículos que provavelmente até processarão a universidade se mesmo se beneficiando indevidamente do uso privado do espaço público, vierem a sofrer algum prejuízo em seus patrimônios.

De acordo com os próprios alunos, a Poli conta com um terreno abandonado e cheio de mato que poderia ser utilizado como estacionamento ou outro fim de interesse público (v. foto), liberando a quadra para suas finalidades legais. Os alunos também questionam o porquê de a Poli não utilizar o terreno que está entregue aos matagal e ao lixo, para ampliar o espaço de laser e descanso para os próprios alunos ou para instalar um restaurante universitário, já que denunciam, ainda, o fato de que embora seja a  UPE uma Universidade do Estado que conta apenas com duas bolsas de ajuda aos alunos necessitados, nenhum campus da Universidade conta com restaurante universitário.




Comentários

MAIS ACESSADAS DO MÊS

Paulo Câmara "homenageia" Dia do Orgulho LGBT+ com ação policial truculenta em região boêmia do Recife historicamente ocupada por bares e boate LGBT+ e já tem um "Stonewall" pra chamar de seu

PT já teria até escolhido marqueteiro da campanha de Marília Arraes

Prefeito do Cabo, Lula Cabral, do PSB é denunciado pelo MPPE por "montar vasto esquema criminoso de fraudes em licitações" mediante comissão dirigida por "sua ex-namorada e sua cunhada"