Notícias




terça-feira, 5 de agosto de 2014

Governo Eduardo Campos pagou antecipadamente ao Consórcio CMT/Triunfo por Barragem de Serro Azul. Populacão denuncia irregularidades na obra e não pagamento das desapropriações



Prevista para ser entregue em dezembro de 2014 e orçada em R$ 248 milhões, dos quais R$ 200 milhões já foram repassados pela União Federal para o governo de Pernambuco, segundo dados do Portal da Transparência da CGU, a Barragem de Serro Azul, no Município de Palmares, na Mata Sul de Pernambuco tem causado sérias preocupações para a população local.


Projeto Básico foi feito pela empresa Techne
Não bastassem as denúncias feitas por integrantes da sociedade civil, ao Ministério Público de Pernambuco, dando conta de irregularidades na obra, os moradores prejudicados pelas desapropriações feitas pelo Governo de Pernambuco reclamam que até o momento não receberam as indenizações devidas.

Situação bem diferente é a do Consórcio responsável pela obra, formado pelas construtoras CMT e Triunfo, que já receberam R$ 259 milhões em pagamentos atestados pelos demonstrativos financeiros publicados no Portal da Transparência do próprio governo Estadual, R$ 11 milhões a mais do que o previsto no início da obra e apesar de não tê-la ainda por concluída.

O caso já foi denunciado também à Controladoria Geral da União, por esta blogueira.

Causa espécie, ainda, o fato de que a Construtora Triunfo tenha sido responsável por doações milionárias para o PSB, partido do presidenciável Eduardo Campos, conforme matéria publicada pelo jornal "Folha de São Paulo", em 10/05/2014, que se surpreendeu com o volume de recursos doados ao Partido do então governador de Pernambuco, Estado encarregado e responsável pela obra, durante o ano de 2013, ano que sequer correspondia a período eleitoral. Só em 2013, a Construtora Triunfo doou R$ 1,5 milhão ao diretório nacional do PSB, que tem como presidente o próprio Eduardo Campos. O valor supera o que fora recebido da mesma Triunfo, pelo PSB, durante o pleito de 2012, quando a doação foi de R$ 1 milhão.

Em matéria também publicada por este Blog, no dia 12/05/2014, veio à tona que esta não é a primeira vez em que órgãos geridos por indicados do ex-governador Eduardo Campos são flagrados antecipando pagamentos à Construtora Triunfo. A CHESF, sob o comando de João Bosco Almeida, indicado para o cargo por Eduardo Campos, segundo dados do Balanço da própria Construtora, antecipara, em agosto de 2013, R$ 24,3 milhões referentes à assinatura de um pré-contrato para Construção da Usina Hidrelétrica SINOP, no Mato Grosso, entretanto, a obra só veio a ser licenciada em 2014:

Outro elemento muito intrigante do Balanço da Triunfo diz respeito a uma informação sobre um adiantamento que teria sido feito pela CHESF e pela Centrais Elétricas do Norte do Brasil S/A, em 28 de agosto de 2013, no valor de R$ 49 milhões, referente à assinatura de um pré-contrato para a implantação da Usina Hidrelétrica SINOP, no Mato Grosso, cujo valor total do empreendimento é de R$ 1,124 bilhão.

http://www.grupotriunfo.com.br/financeiro/Demonstrações_Financerias_2013_CTSA.pdf

À época da assinatura do pré-contrato e, portanto, do adiantamento de R$ 49 milhões, dos quais, segundo o próprio Balanço da Triunfo, R$ 24, 3 milhões foram feitos pela CHESF, o presidente da Companhia era João Bosco de Almeida, indicado para o cargo por Eduardo Campos, na cota do PSB e de quem havia sido secretário de Recursos Hídricos no governo de Pernambuco e que só deixou a direção da CHESF em outubro passado, com a ruptura de Eduardo Campos, com o governo Dilma.

Mas o que causa espécie nesse adiantamento de quase R$ 50 milhões referentes à implantação da UHE Sinop, mediante um pré-contrato, é o fato de que a obra só foi licenciada em 2014 e, segundo o G1, no último dia 07 de abril, a Justiça Federal no Mato Grosso, a pedido do MPF, chegou a suspender a licença de instalação da Usina Hidrelétrica de Sinop, porque a Companhia Energética Sinop S/A, responsável pela construção e operação da usina, não apresentou projeto de reassentamento para as famílias afetadas pelo empreendimento, entre outras ações que deveriam ter sido cumpridas para a emissão da licença em questão"

DADOS DO PRTAL DA TRANSPARÊNCIA QUE COMPROVAM QUE OBRA EMBORA PARALISADA, JÁ FOI INTEGRALMENTE PAGA





SAIBA MAIS:
http://www1.folha.uol.com.br/poder/2014/05/1452468-psb-recebe-r-72-mi-em-doacoes-em-2013-maioria-e-de-construtoras.shtml

http://noeliabritoblog.blogspot.com.br/2014/08/uniao-ja-repassou-r-200-milhoes-para_1.html

http://noeliabritoblog.blogspot.com.br/2014/05/maior-doadora-do-psb-em-2013-triunfo.html

Um comentário:

  1. E a sujeira só aumentando no Governo do estado de Pernambuco.

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.

Siga o Blog por Email

Twitter Updates 2.2: FeedWitter

Seguidores

Vídeos

BoxVideos1

BoxVideos2

Noelia Brito © 2016 Todos os direitos reservados.