Notícias




quinta-feira, 18 de setembro de 2014

O QUE VEM POR AÍ?

OPINIÃO

Por  Alberes Xavier de Assunção

A proximidade das eleições tem deixado preocupados todos aqueles, que, como nós, gostamos de política. Refiro-me não só às eleições presidenciais, como também, as eleições estaduais. Afinal, nenhum brasileiro; nenhum Pernambucano, por mais apaixonado que seja por um candidato “A” ou “B”, vai querer que o Brasil ou mesmo  o nosso querido e bravo guerreiro, Pernambuco, seja governado de forma irresponsável ou temerária.  É justa esta preocupação? Pergunto. E respondo de imediato: Sim, é muito justa.

E, ao fazer um paralelo, uma comparação entre os perfis dos dois principais candidatos a governador de nosso Estado, ARMANDO MONTEIRO e PAULO CÂMARA, somos forçados a reconhecer, que, ao menos no aspecto político ARMANDO MONTEIRO tem muito mais consistência. Mas talvez, você, que esteja me ouvindo neste momento, pergunte: Mas, PAULO CÂMARA é um técnico experiente; trabalhou anos ao lado do ex-governador EDUARDO CAMPOS, sendo seu auxiliar direto, exercendo  a chefia de secretarias importantes no Governo do Estado, como por exemplo a Secretaria da Fazenda e por isto está credenciado para exercer o governo de Pernambuco, caso seja eleito. E eu respondo com uma pergunta: e este currículo seria suficiente? Entendo que não.

Porque todos nós sabemos que governar um Estado importante como Pernambuco, não é somente você se credenciar como um técnico competente; você precisa ter liderança política para driblar os vários problemas  e os pedidos dos políticos e das bases, que certamente  virão e para isso é necessário, além de traquejo, ter liderança política, o que sinceramente não vejo em PAULO CÂMARA.

Eu sei que ele foi o escolhido pelo falecido governador EDUARDO CAMPOS, mas, repito,  ele precisaria ter muito mais bagagem política para conduzir os destinos do povo de Pernambuco, o que lhe falta, no meu  modesto entendimento.

Todos nós sabemos que o candidato ARMANDO MONTEIRO, por sua vez, bem que tentou ser o escolhido do ex-governador EDUARDO CAMPOS, tanto que até bem pouco tempo atrás era seu aliado, e foi eleito um dos senadores na eleições do ano de 2010, ao lado do ex-governador.  E o que faltou a ele para não ser o escolhido para disputar as eleições, ao lado do ex-governador EDUARDO CAMPOS? E respondo, também, com a seguinte pergunta: O que faltou a FERNANDO BEZERRA COELHO e mesmo ao atual Governador JOÃO LIRA, para não ser um deles o escolhido? Será que nenhum dos três tinha cacife ou competência suficientes para governar Pernambuco? É claro que tinham, tanto que JOÃO LIRA está governando o nosso Estado, muito embora seja por pouco tempo.

Na realidade, meus caros, o que ARMANDO MONTEIRO, FERNANDO BEZERRA COELHO e mesmo o atual governador JOÃO LIRA tem,  e que fez com que eles fossem rejeitados pelo ex-governador EDUARDO CAMPOS é uma coisa chamada luz própria, ou mais propriamente, liderança política;  força  e autoridade  para falar por si mesmo, coisa que PAULO CÂMARA não tem.


3 comentários:

  1. Noélia, Alberes não sabe escrever um texto desses não, ele pediu pra Cesar Melo ou Elisberto escrever, isso so mostra o quanto seu Blog esta caindo kkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deixa de ser invejoso Blog Junior Albuquerque! Que atitude indigna de sua parte fazer um comentário desses sobre o Alberes! Acho que você gostaria de ter um artigo publicado aqui, mas não pode, pois é mal educado e sem nível.

      Excluir
  2. Deixa de ser invejoso Blog Junio Albuquerque! Que atitude indigna de sua parte fazer um comentário desses sobre o Alberes! Acho que você gostaria de ter um artigo publicado aqui, mas não pode, pois é mal educado e sem nível.

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.

Siga o Blog por Email

Twitter Updates 2.2: FeedWitter

Seguidores

Vídeos

BoxVideos1

BoxVideos2

Noelia Brito © 2016 Todos os direitos reservados.