Vexame de R$ 6 milhões na estreia do Diário de Classe on Line de Geraldo Júlio



Em matéria publicada em seu Portal, a Prefeitura do Recife revelou que a secretaria de Educação teria investido R$ 4,2 milhões só na compra de notebooks para creches e escolas, para que fossem acessados os diários de classe "on line" e mais R$ 1,1 milhão com modems para aumentar a velocidade da internet, além de gastar R$ 3 milhões com antenas wi-fi para facilitar o acesso das escolas e creches à internet. Outros R$ 780 mil teriam sido pagos à empresa CETEC para que esta, em parceria com a EMPREL, criasse sistemas de computador para o acesso ao Diário de Classe "on line". Outros R$ 390 mil estão sendo gastos na feitura de um programa para o Diário de classe ser acessado offline. (- See more at: http://www2.recife.pe.gov.br/pcr-lanca-politica-de-ensino-da-rede-municipal-diario-de-classe-online-e-plataforma-de-cursos-a-distancia/#sthash.7xaxGwdA.dpuf)

Entretanto, o aplicativo que foi lançado com pompa e circunstância, em pleno Centro de Convenções, pela gestão Geraldo Júlio, do PSB, que tanto se orgulha de seus investimentos milionários em Ciência e Tecnologia, com a promessa de abandonar a Caderneta de papel, o Diário de Classe "on line", da Secretaria de Educação da Prefeitura do Recife, deu pane logo no primeiro dia de funcionamento.

A falha no sistema, que custou alguns milhões aos cofres municipais, se computados os gastos com notebooks e programas, foi cosntatada em todas as escolas da rede municipal e gerou, inclusive, nota do SIMPERE em sua página no Facebook:



Comentários

MAIS ACESSADAS DO MÊS

TULIO GADELHA DIVULGA CARTA REVELANDO REAIS MOTIVOS DE SUA EXONERAÇÃO DO ITERPE: "AJUSTE PARTIDÁRIO E ELEITOREIRO"

ASSALTANTE DE BANCOS ERA O LOBISTA QUE INTERMEDIAVA CONTRATOS ENTRE EMPRESÁRIOS E GOVERNOS DE PERNAMBUCO E MARANHÃO, REVELA OPERAÇÃO TORRENTES II DA POLÍCIA FEDERAL

DOIS ADVOGADOS ENTRE OS PRESOS NA OPERAÇÃO TORRENTES II. SAIBA OS NOMES DE TODOS OS PRESOS E CONDUZIDOS AQUI NO BLOG