Alunos do Aplicação da UPE solidarizam-se com professores estaduais em Greve



Alunos da Escola de Aplicação do Recife, escola do Estado que funciona com o auxílio da UPE, especialmente da FCAP estão solidários à greve dos professores da Rede Estadual de Ensino de Pernambuco. Como forma de colaborar com os mestres que enfrentam dificuldades para aderirem ao movimento paredista, em especial aqueles com contratos temporários, os alunos do ensino médio, já na segunda-feira, foram à escolar, mas se recusaram a assistir aulas ou realizar provas. Na terça, foram novamente à escola, fizeram oficinas de cartazes e, em seguida, seguiram em caminhada para Abdias de Carvalho, distribuindo panfletos e exibindo os cartazes. Na quarta a escola não funcionou, então os ficaram livres para participarem da manifestação contra as terceirizações do PL 4330. Ontem, os alunos do Colégio de  Aplicação da UPE foram à escola, mas continuaram sem assistir aulas. Fizeram atividades internas, principalmente de conscientização dos alunos mais novos do grupo e diálogo com a coordenação. O grande educador Paulo Freire já dizia que quando a educação não é libertadora, o sonho do oprimido é se tornar opressor. Parabéns aos professores do Colégio de Aplicação da UPE que têm dado a seus alunos uma educação verdadeiramente libertadora.

Comentários

  1. Os alunos da escola de Aplicação da UPE Garanhuns tbm estão solidários aos seus professores.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

MAIS ACESSADAS DO MÊS

Paulo Câmara "homenageia" Dia do Orgulho LGBT+ com ação policial truculenta em região boêmia do Recife historicamente ocupada por bares e boate LGBT+ e já tem um "Stonewall" pra chamar de seu

PT já teria até escolhido marqueteiro da campanha de Marília Arraes

Prefeito do Cabo, Lula Cabral, do PSB é denunciado pelo MPPE por "montar vasto esquema criminoso de fraudes em licitações" mediante comissão dirigida por "sua ex-namorada e sua cunhada"