MPF manda instaurar inquérito para investigar impactos de projeto urbanísticos da Vila Naval sobre Olinda




Blogueiros alinhados com as empreiteiras interessadas em mais um projeto de alto impacto urbanístico,  patrocinado pela gestão Geraldo Júlio à frente da Prefeitura do Recife, silenciaram sobre importante trecho do Despacho assinado pela Procuradora da República, Dra. Mona Lisa Duarte Abdo Aziz Ismail, sobre o Projeto Urbanístico da Vila Naval, no Bairro de Santo Amaro, justamente no trecho em que a douta procuradora determina a instauração de procedimento destinado a "investigar eventuais implicações do projeto urbanístico para a Zona Especial de Preservação do Patrimônio Histórico e Cultural ZEPH 19 - Hospital de Santo Amaro/Vila Naval do Recife, inclusive no que se refere ao patrimônio histórico federal (área de entorno do Sítio Histórico de Olinda)".

A Procuradoria da República talvez ainda não tenha tomado conhecimento, mas nunca é tarde para que seja informada, por nós, cidadãos e cidadãos sem rabos presos com empreiteiras, como certos blogueiros, de que estranhamente uma das áreas mais nobres da orla de Olinda, como o Coqueiral e o Istmo de Olinda, apesar de protegida, foi incluída, pela Marinha do Brasil, no "pacote" de imóveis a serem negociados com as empreiteiras, nesse mesmo Projeto da Vila Naval, por precinho módico, inclusive, vez que o potencial construtivo da área, no momento, é baixíssimo, o que não impede de, mediante alterações legislativas futuras, esse potencial construtivo da área vir a ser alterado mediante os hoje tão eficientes lobbies de construtoras interessadas.








Comentários

MAIS ACESSADAS DO MÊS

Paulo Câmara "homenageia" Dia do Orgulho LGBT+ com ação policial truculenta em região boêmia do Recife historicamente ocupada por bares e boate LGBT+ e já tem um "Stonewall" pra chamar de seu

PT já teria até escolhido marqueteiro da campanha de Marília Arraes

Prefeito do Cabo, Lula Cabral, do PSB é denunciado pelo MPPE por "montar vasto esquema criminoso de fraudes em licitações" mediante comissão dirigida por "sua ex-namorada e sua cunhada"