SILVANA TORRES EXPÕE TRABALHO INÉDITO DE PINTURAS EM BASTIDORES NA ALIANÇA FRANCESA



Há muitos anos que Silvana Viana Torres não nos presenteava com seus trabalhos, sempre marcados pelo excelente domínio que tem da técnica do desenho e pela delicadeza das passagens cromáticas que caracterizam sua pintura.
Valeu a pena a espera, pelo inusitado dessa nova exposição. A começar pelo suporte escolhido: bastidores de bordados, antigas ferramentas de trabalho de mulheres também antigas que enchiam os tecidos esticados com belos bordados feitos à mão. O feminino transparece e se impõe em toda a feitura dessa nova série de pinturas.
 Silvana, de certa forma, mantém o mesmo clima, se transmudando em tecelã ou bordadeira, com tintas e pincéis. Também aqui, nas figuras de bailarinas que a artista apresenta, persiste uma espécie de silêncio de tempos passados...
As dançarinas, longe de evocarem movimento, nos fazem pensar em delicados bibelôs de carnes porcelanadas e diáfanas vestimentas. Como se o tempo estivesse parado em uma pose fixa, quase eterna. A sábia escolha de ângulos e perspectivas que reforçam o formato arredondado desses suportes remetem, igualmente, a um tempo circular, sem princípio nem fim. 
Outra não é a disposição dos ornatos em volta da figura principal, que evocam bordados, entremeados de pequenas frases sucintas, passíveis de múltiplas interpretações e conferindo à série um certo clima de humor.
 Apenas uma das bailarinas representadas está sentada de frente para o observador, sugerindo, talvez, um interessante jogo de espelhos, uma espécie de porta aberta para fora da circularidade do tempo, tornando-o simultaneamente antigo e atual. Nessa pintura, a bailarina abandona a sua pose “figée” e nos observa, propondo a atemporalidade da própria arte que a representa e através da qual somos representados.
Parabéns a Silvana Torres por esta bela série de pinturas trabalhadas com sensibilidade e emoção.
Recife, agosto de 2015


Anavaz

* Com informações da organização do evento

Comentários

MAIS ACESSADAS DO MÊS

Paulo Câmara "homenageia" Dia do Orgulho LGBT+ com ação policial truculenta em região boêmia do Recife historicamente ocupada por bares e boate LGBT+ e já tem um "Stonewall" pra chamar de seu

PT já teria até escolhido marqueteiro da campanha de Marília Arraes

Prefeito do Cabo, Lula Cabral, do PSB é denunciado pelo MPPE por "montar vasto esquema criminoso de fraudes em licitações" mediante comissão dirigida por "sua ex-namorada e sua cunhada"