Valor pago pelo gelo do para gabinete de Paulo Câmara daria para comprar 7 máquinas portáteis para fabricar o produto




Ontem divulgamos que o Gabinete do Governador Paulo Câmara contratou, segundo aviso de Aviso de Adjudicação do objeto do Pregão Eletrônico nº 003/2015 à empresa Real Cereais Comércio Varejista Ltda. EPP o fornecimento de gelo para aquele gabinete, ao custo de R$ 34,7 mil. Diante da enorme repercussão que o caso tomou, fomos investigar o que poderia ser feito com esses recursos e descobrimos que seria possível a aquisição de pelo menos 7 máquinas de fabricação de gelo, portáteis, com capacidade, cada uma, de fornecer nada menos que 25kg/dia, mas pelo visto, o governador e seus assessores estão ansiosos pra entrarem numa "gelada".


Comentários

  1. Compartilhei este post e um amigo do FB me alertou que não se trata de compra efetuada, mas de "Registro de Preços", ou seja, isto não significa que o valor será efetivamente gasto. Este é o valor máximo que poderá ser faturado pelo fornecedor durante o ano.

    ResponderExcluir
  2. Noélia, só tem um erro: o gelo não é pra colocar na água do governador não.
    Se liga nos itens dessa outra licitação para a compra de bebidas para o Gabinete totalizando 79 mil reais (o contrato tem a validade de no máximo 12 meses):
    http://imgur.com/a/a82tl
    Mais de 400 tipos de vinho! Mais de um pra cada dia do ano. Pra que isso, governador?

    ResponderExcluir

Postar um comentário

MAIS ACESSADAS DO MÊS

Paulo Câmara "homenageia" Dia do Orgulho LGBT+ com ação policial truculenta em região boêmia do Recife historicamente ocupada por bares e boate LGBT+ e já tem um "Stonewall" pra chamar de seu

PT já teria até escolhido marqueteiro da campanha de Marília Arraes

Prefeito do Cabo, Lula Cabral, do PSB é denunciado pelo MPPE por "montar vasto esquema criminoso de fraudes em licitações" mediante comissão dirigida por "sua ex-namorada e sua cunhada"