Notícias




terça-feira, 10 de novembro de 2015

INVESTIGADORES DA "LAVA JATO" PEDEM (E RECEBEM) COMPARTILHAMENTO DE PROVAS DE INQUÉRITO QUE INVESTIGA PPP DA ARENA

PERNAMBUCO NA "LAVA JATO"

Foto: Blog do Cleuber Carlos

Sem alarde, a Delegacia Regional de Combate ao Crime Organizado, do Paraná, responsável pelas investigações da Operação "Lava Jato", pediu e já recebeu o compartilhamento de provas referentes ao Inquérito nº 332/2014, instaurado pela Polícia Federal, em Pernambuco, para investigar denúncias de fraudes e 
superfaturamento na licitação da PPP da Arena Pernambuco e que deu origem à Operação "Fair Play", desencadeada no dia 14 de agosto, quando foram cumpridos Mandados de Busca e Apreensão na sede da Construtora Odebrecht, empresa beneficiária do contrato, o Comitê de Gestão de Parcerias Público Privadas do Governo de Pernambuco, na Arena Pernambuco e em uma residência no bairro de Boa Viagem.



Conforme já noticiamos aqui mesmo em nosso Blog, um dos pontos que mais chamam nossa atenção na Operação “Fair Play”, diz respeito à participação das principais autoridades políticas do Estado, na atualidade, quais sejam o governador Paulo Câmara e o prefeito do Recife, Geraldo Júlio, ambos do PSB, como dirigentes maiores do Comitê Gestor do Programa de Parcerias Público-Privadas de Pernambuco, na época em que foi negociado e aprovado o contrato com a Odebrecht que virou alvo das investigações e suspeitas da Políca Federal e que, agora se tem por confirmado, passou a ser também alvo de investigação da Operação Lava Jato, conduzida, no Judiciário paranaense pelo Juiz Sérgio Moro.


Em 2009, ano em que se deram as negociações da PPP da Arena, com a Odebrecht, conforme Ata do CGPE amplamente divulgada em todos os Portais de notícia nacionais, inclusive na Coluna Pinga Fogo, do JC, versão "on line", o colegiado era presidido pelo atual prefeito de Recife, Geraldo Julio, que tinha como vice, o hoje governador de Pernambuco, Paulo Câmara e que na época eram secretários e homens da extrema confiança do então governador de Pernambuco, Eduardo Campos, morto há um ano, em um acidente com seu jatinho de campanha.

Na Ata a que se refere o Inquérito nº 332/2014 e que passou também a ser parte das provas da Operação Lava Jato, o Conselho, presidido por Geraldo Júlio, decidiu incluir a proposta entre os projetos prioritários do programa estadual de PPP e "autorizou a realização dos estudos de viabilidade e projeto básico" em favor das investigadas Nordeste Odebrecht S/A e ISG Brasil Empreendimentos:




Leiam trechos das conclusões do Perito Criminal da Superintendência da Polícia Federal, sobre as fraudes na PPP da Arena Pernambuco e que se encontram, agora, sob investigação da Força Tarefa da Lava Jato:





ATA DA 12ª Reunião Ordinária do CGPE




Um comentário:

Tecnologia do Blogger.

Siga o Blog por Email

Twitter Updates 2.2: FeedWitter

Seguidores

Vídeos

BoxVideos1

BoxVideos2

Noelia Brito © 2016 Todos os direitos reservados.