Notícias




quarta-feira, 9 de dezembro de 2015

Rômulo Maciel Filho e Mozart Sales são afastados da direção da HEMOBRAS por causa de Operação da Polícia Federal



Durante a Operação, na residência de um dos investigados, nas Torres Gêmeas, no Bairro do Recife, uma sacola contendo maços de dinheiro foi arremeçada pela janela

A Polícia Federal deflagrou na manhã de hoje (9/12) a Operação Pulso, com objetivo de reprimir atuação de uma organização criminosa especializada em direcionar licitações e desviar recursos públicos da Empresa Brasileira de Hemoderivados e Biotecnologia – HEMOBRAS, em Pernambuco.

Segundo a assessoria da Polícia Federal, estão sendo cumpridos 28 mandados de busca e apreensão nos Estados de Pernambuco, Piauí, Paraíba, Minas Gerais e São Paulo  além de 29 oitivas mediante intimações e 2 (dois) mandados de prisão temporária, expedidos contra empresários com atuação na empresa pública, inclusive, um lobista com atuação em Pernambuco, Piauí e exterior. A Justiça Federal ainda determinou o afastamento de 3  integrantes da HEMOBRAS, sendo 2 (dois) membros da sua Diretoria, que de acordo com fontes ouvidas pelo Blog, seriam o diretor-presidente da entidade, Rômulo Maciel Filho e o diretor Mozar Júlio Tabosa Sales, nomeado em março, para um mandato de 4 anos na diretoria da estatal federal.

Fábrica da HEMOBRAS, em Goiana/Pe
A Operação contou com a participação de 170 policiais e investiga ilícitos em diversas licitações e contratos de logística de plasma e hemoderivados, bem como na própria obra de construção da fábrica da Hemobras, em Goiana/Pe.

Os delitos, por ora, investigados são os previstos no art. 312 do CP (peculato), arts. 317 e 333 (corrupção passiva e ativa), no art. 90 da Lei nº 8.666/93 (Lei de Licitações), no art. 22 da Lei nº 7.492/86 (evasão de divisas), no art. 1º da Lei nº 9.613/98 (Lavagem de Dinheiro) e no art. 2º da Lei nº 12.850/13 (organização criminosa), com penas de detenção e reclusão que variam de 1 (um) a 12 (doze) anos.

Durante as diligências realizadas nas chamadas "Torres Gêmeas", no bairro do Recife, onde reside o presidente afastado da Hemobras. Rômulo Maciel, a Polícia Federal flagrou o arremesso de uma sacola contendo vários pacotes de dinheiro, de uma das janelas de um dos apartamentos do edifício.

Será concedida coletiva de imprensa, às 14h, no auditório da Sede da Polícia Federal que fica localizada na Rua Cais do Apolo, 321, bairro do Recife Antigo.



6 comentários:

  1. Parabéns Noelia o site com a reportagem mais completa sobre este assunto

    ResponderExcluir
  2. Pernambuco tudo e mais importante que 800 casos de encefalute...isso nao da processo, julgamento, cadeia nem pra mosquito

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ola boa noite vc achar certo que tão fazendo vc num senti-se lesionado
      pq o que se gastar de imposto nesse pais

      Excluir
    2. tem ta na cadeia
      se fuder mesmo
      tou cansando de ver o pais sendo roubado
      PF ta certo mesmo
      esse mozart sales pedino voto pra ser deputado
      é um ladrão

      Excluir
  3. neolia, só voce pode investigar uma conexao: a unica campanha que a MCI fez em Pernambuco em 2014 foi a de Mozart Sales...

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.

Siga o Blog por Email

Twitter Updates 2.2: FeedWitter

Seguidores

Vídeos

BoxVideos1

BoxVideos2

Noelia Brito © 2016 Todos os direitos reservados.