Notícias




quarta-feira, 23 de março de 2016

LAVA JATO CHEGA A PERNAMBUCO E ATINGE AGÊNCIAS DE PROPAGANDA LOCAIS



Duas agências de propaganda bastante conhecidas no mercado publicitário pernambucano foram citadas na Operação Lava-Jato: a BlackNinja e a Arcos, a primeira pela boca do senador Delcídio do Amaral, no Termo de Colaboração nº 10, que consta do conjunto de sua "Delação Premiada", já homologada pelo Ministro Teori Zavaski, do Supremo Tribunal Federal e, a segunda, como alvo da 26ª Fase da Operação Lava-Jato, que recebeu o nome de "Operação Xepa" e que revelou a existência de um sistema de pagamento de propinas altamente estruturado, criado pela Construtora Odebrecht, ontem emitiu nota comunicando que todos os seus diretores, inclusive o presidente Marcelo Bahia Odebrecht, farão delação premiada, que envolverá todo o sistema partidário brasileiro.


Conforme revelou o Blog do jornalista Ricardo Antunes, em primeira mão, em Pernambuco, a Casa de Câmbio Mônaco, dos mesmos empresários proprietários do restaurante mais antigo e mais tradicional da Capital, "O Leite", frequentado por políticos e pela alta cúpula do Poder Judiciário pernambucano, foi apontada como a responsável ou operadora dos pagamento das propinas aos corruptos pernambucanos (Leia aqui). Vejam trecho do despacho de Sérgio Moro determinando a busca e apreensão na Mônaco, que era identificada no Sistema Estruturado de Pagamento de Propinas da Odebrecht pelo codinome de "Madeira":


“Madeira” é o codinome de outro dos operadores. Conforme anotação na agenda de Maria Lúcia (fls. 6567 da representação), o codinome refere-se à Mônaco Câmbio e Turismo, empresa localizada em Recife. O contato de Maria Lúcia na empresa era Carlos. Os serviços dele eram utilizados para entregas de valores em espécie naquela cidade.
Relativamente aos prestadores de serviços, reputo presentes desde logo causa fundada para realizar buscas e apreeensões nesses endereços.
Afinal as provas são no sentido de que o Setor de Operações Estruturadas da Odebrecht estaria envolvido na realização de pagamento ilícitos, propinas aos dirigentes da Petrobrás, quiçá propina a outros agentes públicos e financiamento político partidário ilícito.
Os operadores do mercado negro de câmbio, vulgo doleiros, que disponibilizaram pagamentos subreptícios no exterior e em espécie no Brasil, devem ser investigados, a fim de identificar por completo as transações, os mecanismos utilizados para a sua realização e os destinatários finais. Pra tanto, é necessária a busca e apreensão.
(…)
Os mandados terão por objeto colher provas de crimes de corrupção ativa, crimes de lavagem, antecedentes ao da lavagem, e crimes financeiros, além de associação criminosa, e visam especialmente colher provas sobre as transações realizadas pelos prestadores por solicitação do Setor de Operações Estruturadas da Odebrecht ou pelo Grupo Odebrecht, para identificar cada um desses pagamentos, os mecanismos utilizados, a identidade dos beneficiários e a causa dos pagamentos, especialmente: contabilidade formal ou informal do investigado e seu empresa, recibos, agendas, ordens de pagamentos, extratos de contas e documentos relacionados às contas utilizadas no Brasil e no exterior, quer em nome próprio ou de pessoa interposta; documentos que identifiquem a relação dos beneficiários dos pagamentos subreptícios efetuados por solicitação do Setor de Operações Estruturadas da Odebrecht ou do Grupo Odebrecht, bem como a identificação da
identidade dos codinomes utilizados; documentos que identifiquem as circunstâncias, mecanismos e causa dos pagamentos subreptícios efetuados por solicitação do Setor de Operações Estruturadas da Odebrecht ou do Grupo Odebrecht; HDs, laptops, pen drives, smartphones, arquivos eletrônicos, de
qualquer espécie, agendas manuscritas ou eletrônicas, dos investigados ou de suas empresas, quando houver suspeita que contenham material probatório relevante, como o acima especificado."


Imagem do despacho do Juiz Sérgio Moro citando o envolvimento da Casa de Câmbio Mônaco, situada no Bairro de Santo Antônio, do Recife, que seria, de acordo com a Policia Federal, a operadora dos pagamentos de propinas da Odebrecht aos corruptos pernambucanos

A 26ª Fase da Lava-Jato, que foi apelidada de "Operação Xepa", aqui em Pernambuco, alvejou uma das principais agências de publicidade do Estado, a ARCOS, que tem em seu portifólio de clientes, a Moura Dubeux, o Cone Suape, do Grupo Moura Dubeux, a Prefeitura de Caruaru, a Prefeitura de Jaboatão dos Guararapes, Furnas, entre outros (Veja aqui).


A empresa também tem contrato com a EMPETUR, do  Governo de Pernambuco, para quem produziu a campanha promocional do Carnaval de 2014 (Veja o vídeo Aqui).




Imagem do despacho do Juiz Sérgio Moro revelando a entrega de R$ 3 milhões, em espécie em imóvel locado pelo empresário Antônio Carlos da Silva Júnior, em São Paulo. Antônio Carlos é um dos donos da Arcos Comunicação Ltda.   


SÓCIOS DA ARCOS PROPAGANDA LTDA.


Imagem do despacho do Juiz Sérgio Moro revelando a entrega de R$ 750 mil, em espécie, em endereço empresarial no Recife. Marcelo Castro Lima é executivo da Odebrecht.



A outra empresa de Propaganda pernambucana citada na Lava-Jato é a BLACKNINKA, que de acordo com a Delação Premiada de Delcídio do Amaral, teria sido a responsável por sua campanha ao governo do Mato Grosso do Sul. Delcídio revela que o pagamento dessa agência deveria ter sido realizado mediante propinas devidas por laboratórios e planos de saúde devidas por contratos e outras facilidades obtidas na ANVISA e na ANS, mais especificamente o Laboratório EMS, mas que a empresa de publicidade BLACKNINJA teria cancelado as faturas emitidas em nome do Laboratório, depois que o nome deste começou a aparecer envolvido em denúncias, pela imprensa. A responsável pela emissão das faturas fraudulentas era a sócia Zilmar Fernandes:


Vejam o trecho da delação citando a BlackNinja:













A BLACKNINJA detém contratos milionários com o governo do Estado de Pernambuco e com a Prefeitura do Recife, ambos ligados ao PSB e tem os seguintes sócios e administradores:


 SÓCIAS DA FM PUBLICIDADE E COMUNICAÇÃO LTDA.

SÓCIAS DA P3 - PESQUISA PLANEJAMENTO PROPAGANDA LTDA.







Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.

Siga o Blog por Email

Twitter Updates 2.2: FeedWitter

Seguidores

Vídeos

BoxVideos1

BoxVideos2

Noelia Brito © 2016 Todos os direitos reservados.