RECOLHIMENTO DE GERALDO JÚLIO CAUSA INSEGURANÇA ENTRE PRÉ-CANDIDATOS QUE O APOIAM


A saída de Danilo Cabral do secretariado de Paulo Câmara, sem nenhuma justificativa sustentável para essa saída, que não seja estar em condições de elegibilidade para o pleito de 2016, no Recife, conforme já aventamos, aqui mesmo em nosso Blog (Leia AQUI), não é a única razão para que os vereadores da base governistas do prefeito Geraldo Júlio e demais pré-candidatos das chapas que têm sido montadas para apoiar sua reeleição se sintam inseguros com o destino da candidatura do próprio Geraldo Júlio e também com as próprias candidaturas.

É que, segundo fontes palacianas ouvidas pelo Blog, tem sido recorrente a recusa do prefeito em receber vereadores e pré-candidatos, nos últimos dias e quem o procura é avisado de que o prefeito só estará disponível para ter qualquer conversa daqui a um mês, ou seja, no final de junho. O que estaria levando o prefeito a se afastar de suas bases, justamente num momento crucial como este? Questionam-se alguns vereadores e dirigentes de partidos que estranham o incomum e até onde se sabe, inexplicável, recolhimento de Geraldo Júlio, que até bem pouco tempo vinha tratando, pessoalmente, da composição das chapas que deveriam apoiá-lo, na campanha sucessória que se aproxima.


Comentários

Postar um comentário

MAIS ACESSADAS DO MÊS

Paulo Câmara "homenageia" Dia do Orgulho LGBT+ com ação policial truculenta em região boêmia do Recife historicamente ocupada por bares e boate LGBT+ e já tem um "Stonewall" pra chamar de seu

PT já teria até escolhido marqueteiro da campanha de Marília Arraes

Prefeito do Cabo, Lula Cabral, do PSB é denunciado pelo MPPE por "montar vasto esquema criminoso de fraudes em licitações" mediante comissão dirigida por "sua ex-namorada e sua cunhada"