Notícias




quarta-feira, 22 de junho de 2016

TURBULÊNCIA: PRESOS JÁ COGITAM DELAÇÃO PREMIADA ENVOLVENDO CHEFES DO EXECUTIVO E PARLAMENTARES DO PSB




A Portaria que determinou a instauração do Inquérito Policial que desencadeou a "Operação Turbulência", da Polícia Federal e que levou, para o Cotel, os empresários responsáveis pela "lavagem" de pelo menos R$ 600 milhões, de recursos obtidos ilicitamente, de obras públicas, por políticos, empreiteiras e agentes públicos, em especial da Transposição do Rio São Francisco e da Petrobras, foi assinada no dia 23 de março deste ano, pela delegada da Polícia Federal Andrea Pinho de Albuquerque, observou que a empresa do peixeiro Geovane, do Pina, não tinha capacidade financeira para movimentar a quantidade de recursos apontada pelo COAF e que lhe seriam repassados pela empresa Câmara & Vasconcelos que, por sua vez, recebia tais recursos da empreiteira OAS, já citada, na Operação Lava Jato, como responsável pelo pagamento de propina a políticos e diretores de estatais. 

A Polícia Federal conseguiu, com a Operação Turbulência, desvendar como se dava o esquema criminoso de "lavagem" do fruto da corrupção das gestões do PSB, em Pernambuco, ocorrida, pelo menos, nos últimos seis anos, esquema esse que teria desviado, em média, R$ 100 milhões por ano, do Erário.

Ocorre, porém, que os empresários presos, ontem, pela Polícia Federal, atuavam apenas como operadores do esquema que foi montado para favorecer candidatos a cargos eletivos do PSB e a seus aliados e os rumores que já circulam na cidade dão conta de que esses presos não estariam dispostos a arcarem com os ônus sozinho, pois os bônus não ficaram apenas para eles, e estariam por essa razão, negociando delação premiada, onde entregariam os nomes de chefes dos executivos e parlamentares que teriam recebido dinheiro do esquema, inclusive, em espécie.

Pelo visto, a turbulência de ontem já pode ser considerada um verdadeiro desastre para o PSB de Pernambuco.

8 comentários:

  1. É muito confortante constatar que eu nunca estive enganada em relação à campanha de Eduardo Campos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza, por trás do "endeuzamento" existia uma raposa felpuda

      Excluir
  2. É muito confortante constatar que eu nunca estive enganada em relação à campanha de Eduardo Campos!

    ResponderExcluir
  3. Não é só Eduardo,onde tem político pode saber tem sujeira.Infelizmente no Brasil quem entra na política tem um único objetivo ficar rico deixar a família rica,toda a geração.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É isso que a direita quer e a mídia, que pensemos como você, que todos são iguais....mas não é bem assim. Aqueles que fazem a coisa certa nunca é divulgado ou a mídia consegue alguma coisa para incriminar

      Excluir
  4. Obrigado Noelia Brito, nenhum moralista sem moral vai passar impune, aquele abraço.

    ResponderExcluir
  5. Noelia, precisamos de mais detalhes sobre a morte de Morato e as investigações, confio em seu trabalhos. Ficaremos no aguardo.

    ResponderExcluir
  6. Eita que vai ser pena de pomba pra tudo quer lado!
    O finado e seus discípulos propagando a nova política!

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.

Siga o Blog por Email

Twitter Updates 2.2: FeedWitter

Seguidores

Vídeos

BoxVideos1

BoxVideos2

Noelia Brito © 2016 Todos os direitos reservados.