Notícias




sexta-feira, 1 de julho de 2016

RELATOR NEGA LIMINAR PARA SOLTAR ÚNICO "LARANJA" DO JATINHO QUE AINDA É DEFENDIDO POR REGUEIRA

Ademar Regueira, advogado do "testa de ferro" APOLO VIEIRA SANTANA, da organização criminosa que, segundo a Polícia Federal, lavava os recursos públicos desviados por políticos do PSB de obras públicas





Em decisão proferida às 17:52 de ontem, o desembargador federal IVAN LIRA DE CARVALHO, após ouvir a juíza federal AMANDA TORRES DE LUCENA DINIZ ARAÚJO e o Ministério Público Federal, indeferiu a liminar pretendida pelo advogado do "laranja" APOLO VIEIRA DE SANTANA, Ademar Regueira, submetendo o pedido à decisão colegiada da 2ª Turma, que só deverá ocorrer no próximo dia 5 de julho.

De acordo com o despacho do magistrado, a complexidade da matéria e o alcance da medida impõem tal decisão. Antes de ouvir a megistrada que determinou a prisão dos laranjas, o relator já advertira sobre o "habeas corpus manejado por Ademar Rigueira Neto e outros em favor de Apolo Santana Vieira, que se encontra sob prisão preventiva decretada pela Dra. Amanda Torres de Lucena Diniz Araujo, Juíza Federal Titular da 4ª Vara da Seção Judiciária de Pernambuco, no bojo das investigações deflagradas pela Polícia Federal, com iniciativa do Ministério Público Federal, visando apurar ilícitos ditos atentatórios de bens federais, inclusive lavagem de dinheiro, além da configuração de organização criminosa" se voltava contra "decreto prisional que culminou no mandado expedido e cumprido em desfavor de Apolo Santana Vieira" que "dá por fundamento a necessidade de resguardo de elementos probantes úteis à instrução processual, além de apontar a razoabilidade de autoria, pelo paciente, de crimes como os acima notificados. O ato jurisdicional atacado se espraia por 86 (oitenta e seis) folhas em diminuta fonte de impressão, além de acostar-se em documentação de largo volume, a medir-se pelas peças ora trazidas pelos impetrantes, encartadas em 02 (dois) volumes. A temática que deu ensejo ao inquérito e às providências agora discutidas neste habeas é de inegável complexidade, pois se insere no contexto de uma pletora de operações policiais desenvolvidas no país nos últimos dois anos, com influxos de corrupção no meio empresarial e político, de forma seriamente comprometedora do funcionamento das instituições, como é de sabença geral. Por mais delicado e respeitável que seja o bem jurídico posto em baila, é dizer, a liberdade de ir e vir de um cidadão, não é possível olvidar-se de cautela que deve presidir a atuação do Estado-Juiz ao apreciar um pleito da magnitude do que ora se aprecia, especialmente porque é atacada uma decisão judicial complexa e armada de muitas informações e fundamentos que devem ser suficientemente escandidos neste momento de preâmbulo."

Diante dos fatos imputados aos indiciados e das mudanças de mentalidade no trato da corrupção que a Operação Lava-Jato trouxe para o país, seria um verdadeiro escracho com a sociedade pernambucana a soltura do cliente do Dr. Regueira pelo TRF5. A sociedade pernambucana está de olho, muito embora a mídia ligada ao PSB, partido a quem os "laranjas" do jatinho serviram, estejam silentes.

LEIA TRECHO DA DECISÃO DA JUIZA DA 4ª VARA FEDERAL REFERENTE AO "LARANJA" APOLO SANTANA"




ACESSE A ÍNTEGRA DA DECISÃO AQUI

2 comentários:

  1. O trabalho de Noélia Brito para informar a verdade ao povo de Pernambuco tem muito mais credibilidade que as mídias empresariais de Pernambuco. Viva as redes sociais e a altivez moral e ética de Noélia Brito.

    ResponderExcluir
  2. Este Blog passou a ser fonte obrigatória para quem está em busca de transparência e veracidade das notícias.

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.

Siga o Blog por Email

Twitter Updates 2.2: FeedWitter

Seguidores

Vídeos

BoxVideos1

BoxVideos2

Noelia Brito © 2016 Todos os direitos reservados.