Notícias




quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

AQUISIÇÃO DO COLAB POR GERALDO JÚLIO SERÁ INVESTIGADA PELO MPPE POR SUSPEITA DE IRREGULARIDADE NA INEXIGIBILIDADE DA LICITAÇÃO




Sem alarde, o Ministério Público de Pernambuco determinou, no final do ano passado, a instauração de um Inquérito Civil Público para investigar a aquisição, pelo prefeito Geraldo Júlio, do software COLAB, destinado à troca de informações entre o Poder Público Municipal e a população.

A denúncia de que a contratação não deveria ter ocorrido por inexigibilidade e de que o valor da contratação foi acima dos preços de mercado foi inicialmente encaminhada ao Ministério Público Federal que declinou da competência, encaminhando processo ao MPPE.

A promotora Andrea Padilha requisitou à Procuradoria Gerald do Município que encaminhe cópia integral do processo de inexigibilidade acompanhado dos contratos e respectivos aditivos firmados entre a Municipalidade e a COLAB TECNOLOGIA E SERVIÇOS DE INTERNET S.A.

O combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika e chikungunha foi utilizado como justificativa para que a Secretaria de Saúde desembolsasse, sozinha, nada menos que R$ 498 mil por ano, com a plataforma, num contrato sem licitação (Leia AQUI).


Um comentário:

  1. Sem esquecer que o Colab tem como sócio fundador o filho do ex secretário de finanças de Geraldo Júlio. #ficaadica

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.

Siga o Blog por Email

Twitter Updates 2.2: FeedWitter

Seguidores

Vídeos

BoxVideos1

BoxVideos2

Noelia Brito © 2016 Todos os direitos reservados.