LIDERMAC, SÓCIA DA ODEBRECHT NA PPP DA COMPESA, SERIA "LAVANDERIA" DE PROPINAS PAGAS AO PSB, DELATAM EXECUTIVOS DA ODEBRECHT



A Polícia Federal, em Pernambuco, desencadeou a segunda fase da Operação Turbulência, que recebeu o nome de Operação Vórtex, tendo como alvo a empresa LIDERMAC, apontada por delatores da Odebrecht como a encarregada de "lavar" as propinas recebidas por políticos do Partido Socialista Brasileiro, por contratos fraudulentos e superfaturados com empreiteiras. As propinas, segundo os delatores, seriam pagas por meio de doações de campanhas feitas ao PSB (Leia AQUI).

O Superintendente da Polícia Federal, em Pernambuco, em entrevista coletiva revelou que para chegar à empresa contou com informações do Tribunal de Contas do Estado, da União, da CGU e dados bancários dos investigados.

A empresa Lidermac teve quatro de seus sócios conduzidos coercitivamente para prestar depoimento na Polícia Federal, incluindo o empresário Rodrigo Leicht Carneiro Leão, que é genro do ministro José Múcio Monteiro, do TCU.

A Lidermac já vinha sendo investigada pela Polícia Federal, no âmbito da Operação Lava Jato, por ter sido subcontratada pela empresa Construcap, para prestar serviços de terraplanagem na Refinaria Abreu e Lima, em contratos considerados superfaturados, tanto pelo Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco, quando pelo Tribunal de Contas da União, em razão de doações de areia feitas pelo então superintendente de SUAPE, Fernando Bezerra Coelho (Leia AQUI).

Fontes ouvidas pelo Blog, porém, revelam, que além do envolvimento da Lidermac com contratos superfaturados para  terraplanagem em SUAPE, nas delações de executivos da Odebrecht, homologadas ontem pela ministra Carmen Lúcia, a PPP da COMPESA teria sido abordada. A Lidermac é detentora de uma fatia de 15% desse contrato, orçado em R$ 4,5 bilhões.


Leia matéria do Estadão sobre a Operação Vórtex AQUI e AQUI.



Comentários

MAIS ACESSADAS DO MÊS

Paulo Câmara "homenageia" Dia do Orgulho LGBT+ com ação policial truculenta em região boêmia do Recife historicamente ocupada por bares e boate LGBT+ e já tem um "Stonewall" pra chamar de seu

PT já teria até escolhido marqueteiro da campanha de Marília Arraes

Prefeito do Cabo, Lula Cabral, do PSB é denunciado pelo MPPE por "montar vasto esquema criminoso de fraudes em licitações" mediante comissão dirigida por "sua ex-namorada e sua cunhada"