Notícias




terça-feira, 17 de janeiro de 2017

MARÍLIA E SÍLVIO NÃO SÃO UNANIMIDADE NO PT PARA 2018



Em processo de discussão interna para superação da profunda crise política que vem enfrentando, o PT tem se deparado com a difícil tarefa de buscar a renovação de seus quadros. Destaque-se, porém, que o problema com a fadiga de material humano não é "privilégio" apenas do Partido dos Trabalhadores, mas de todas as legendas, sem exceção, principalmente se considerarmos que de nada adianta mudar pessoas e nomes, mas manter os mesmos vícios e as mesmas práticas. O que tem que ser renovada é a política e a maneira de fazê-la.


Um petista de alta patente, em off, questionado pelo Blog sobre a real posição do Partido sobre as conjecturas que têm sido aventadas, em recentes notas e entrevistas veiculadas em Blogs e rádios locais, bem como postagens em Redes Sociais, sobre as possíveis candidaturas da vereadora Marília Arraes, egressa do PSB, hoje no PT e em terceiro mandato, ao governo de Pernambuco, numa chapa formada juntamente com o deputado federal Sílvio Costa, hoje no PT do B e que estaria pleiteando sua filiação ao PT, para disputar uma vaga ao Senado Federal, em 2018, alfinetou: "De fato, uma chapa com Marília Arraes governadora, Inaldo Sampaio na vice, Sílvio Costa senador e Wladimir Quirino como suplente de Sílvio Costa seria perfeita, pura renovação."


O colunista Inaldo Sampaio, da Folha de Pernambuco e o militante petista Wladimir Quirino, parecem ser os maiores entusiastas da candidatura da ex-socialista na majoritária do PT, em 2018, daí a ironia do "capa" petista. Ao que tudo indica, muita água ainda vai rolar debaixo das pontes do Recife, antes dessa definição.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.

Siga o Blog por Email

Twitter Updates 2.2: FeedWitter

Seguidores

Vídeos

BoxVideos1

BoxVideos2

Noelia Brito © 2016 Todos os direitos reservados.