Notícias




quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

PSB DEIXA COMISSÃO DE DIREITOS HUMANOS NAS MÃOS DE HOMOFÓBICA

Geraldo Júlio (PSB), ladeado pelo deputado estadual Cleiton Collins (PP) e pela vereadora Michelle Collins (PP)

O presidente da Câmara Municipal do Recife, vereador Eduardo Marques, do PSB, que teve sua eleição para dirigir aquela Casa Legislativa patrocinada pelo prefeito Geraldo Júlio, já mostrou a que veio ao manter a vereadora fundamentalista e homofóbica, Michele Collins, à frente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara.

Família Menudo é 40























A escolha dos membros das Comissões, que deveria ser decidida por votação, é uma prerrogativa do presidente da Casa e Eduardo Marques, que não tem profissão, pois há 24 anos não faz outra coisa na vida, além de ser vereador,  exerceu essa prerrogativa presidencial, da pior maneira possível.

Natália de Menudo teve que substituir o pai, Estefano Menudo, no Chapão que apoiou a reeleição de Geraldo Júlio, em razão da condenação do ex-vereador pelo crime de tortura, pelo qual se encontra atualmente cumprindo pena restritiva de liberdade
Achando pouco indicar uma vereadora que propaga um discurso de ódio, discriminatório, fundamentalista e preconceituoso, bem ao gosto de um Jair Bolsonaro ou de um Marcos Feliciano e que defende a ideia de que a mulher deve ser submissa ao homem e que persegue homossexuais (Leia AQUI), ainda colocou, na mesma Comissão, a filha do ex-vereador Estefano Menudo, outro aliado do prefeito Geraldo Júlio, vereadora, aliás, sem nenhum histórico ou trabalho em defesa dos direitos humanos e que só foi candidata porque o pai ficou inelegível e se encontra, inclusive, preso, cumprindo pena pelos crimes de concussão e tortura, cometidos quando ainda compunha os quadros da Polícia Civil de Pernambuco (Leia AQUI e AQUI).

Fonte: Site da CMR

Por certo que por mais medíocre que seja a atual composição da Câmara Municipal do Recife, as escolhas para integrar a Comissão de Direitos Humanos da Casa de José Mariano não poderiam ter sido piores e somente se justificam a partir de uma atitude deliberada de seu presidente, em conluio com o prefeito Geraldo Júlio, para quem bate continência, para desmoralizar os movimentos sociais e aqueles que labutam, no dia a dia, em defesa da sociedade. 


Fonte: Jornal do Commercio
Que mal lhes pergunte, qual foi a grande marca da presidência de Michele Collins durante sua gestão na Comissão de Direitos Humanos da Câmara, na gestão passada, a justificar sua recondução? Além de ofender as minorias que deveria defender, o que fez a vereadora protegida do PSB para merecer a presidência da Comissão de Direitos Humanos?



Fonte: Jornal "O Dia"
Afinal, foram aqueles que têm os direitos vilipendiados por pessoas como Michele Collins que a colocaram na Câmara? Michelle Collins pode até ter sido a vereadora mais votada do Recife, mas ela não representa a defesa dos Direitos Humanos. Ela é a antítese da defesa das minorias. Colocá-la na Comissão de Defesa dos Direitos Humanos já seria afrontar o sistema representativo que a proporcionalidade do voto quer significar. Colocá-la na presidência, então, é anulá-lo. 


A democracia e o Parlamento pressupõem, sempre, o respeito às minorias. Quando o PSB insiste em colocar Michelle Collins na presidência da Comissão de Direitos Humanos, esse partido que foi perdendo suas características ao longo do tempo, não apenas mostra seu desprezo pelos direitos das minorias, ele simplesmente as esmaga.

Será que as minorias não têm nenhum vereador que as represente na Casa de José Mariano, a ponto de merecerem esse desrespeito e esse deboche por parte do vereador Eduardo Marques e de seu chefe, o prefeito Geraldo Júlio, a ponto de não terem sequer o direito à presidência da Comissão de Direitos Humanos?

Onde estão os representantes da sociedade civil que não se mobilizam contra essa atitude vândala do PSB contra os Direitos Humanos? O silêncio dos coniventes é sempre o mais ensurdecedor.


8 comentários:

  1. Não concordo, Michelle Collins não é o homofóbica ela Evangélica e tem sua opinião,como muitos recifenses também tem, discordar não é ser homofobia.Eu apoio ela é acho uma boa escolha.

    ResponderExcluir
  2. A constituição federal dia que casamento é homem é mulher, macho e. Fêmea, por exemplo eu não concordo tenho minha opinião EU SOU HOMOFÓBICO? Eu tenho direito de expor minha opinião isso meu direito.
    Espero que vcs publiquem meu comentário.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vc não tem o direito de opinar sobre os relacionamentos de outras pessoas. E sim, vc é homofóbico.

      Excluir
    2. DJ Blay, sim, você é homofóbico.

      Excluir
  3. É um absurdo o que o prefeito Geraldo Júlio tem feito com esse Recife. Parabéns à jornalista Noélia Brito por expor tamanho absurdo: uma homofóbica/fundamentalista na Comissão de Direitos Humanos da Câmara!!! Nojo disso tudo!

    ResponderExcluir
  4. Esqueceu que Ivan Moraes foi apoiado e indicado ao cargo por mais de cem entidades ligadas à luta pelos direitos humanos, Noélia? A decisão do prefeito capacho era esperada, mas dizer que não houve resistência é ignorar a realidade...

    ResponderExcluir
  5. Ao invés de discutir e deliberar sobre problemas reais que o país enfrenta, como desemprego, sucateamento da educação, da saúde, da segurança etc, só vemos os "ungidos" na política abordar temas que interessam apenas a quem acredita nos seus dogmas. É o caso da sexualidade alheia, tão cara a eles, como se isso fosse causa do que aflige o povo. Este mesmo povo deve pressioná-los para que ajam como os representantes de todos. É para isto que foram eleitos.

    ResponderExcluir
  6. Engraçado...Quando discordamos das ideologias desses grupos somos taxados de fundamentalistas e homofóbicos...Mas eles podem profanar símbolos cristãos, queimar Bíblias em praças públicas, promover anarquia...O relativismo dessas pessoas é nojento!!!

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.

Siga o Blog por Email

Twitter Updates 2.2: FeedWitter

Seguidores

Vídeos

BoxVideos1

BoxVideos2

Noelia Brito © 2016 Todos os direitos reservados.