Ato Unificado contra a reforma da previdência acontece no Recife e em outras sete cidades nesta terça-feira


O Protesto contra a reforma da previdência, marcado para  hoje (28) e organizado inicialmente pelos policiais civis de Pernambuco, foi ampliado e já envolve mais de 20 categorias. Batizado como ATO UNIFICADO CONTRA A REFORMA DA PREVIDÊNCIA, no Recife, a concentração dos manifestantes será a partir das 9h, na Praça do Derby. Em seguida os manifestantes sairão em passeata até a Praça do Diário, no Centro da cidade. Em Pernambuco, ainda estão programados atos simultâneos nas cidades de Petrolina, Caruaru, Arcoverde, Garanhuns, Araripina e Salgueiro.

Participam da mobilização, além do Sindicato dos Policiais Civis de Pernambuco (SINPOL-PE), a Ordem dos Policiais do Brasil (OPB), Associação dos Delegados de Polícia de Pernambuco (ADEPPE), Associação dos Delegados de Polícia Federal (ADPF), Associação dos Peritos Papiloscópicos Policiais Civis de Pernambuco (ASPPAPE), Sindicato dos Policiais Federais de Pernambuco (SINPEF), Sindicato dos Policiais Rodoviários Federais (SINPRF), Sindicato dos Guardas Municipais do Recife e Ipojuca (SINDGUARDAS), Sindicato dos Professores do Recife (SIMPERE), Sindicato dos Professores de Paulista (SINPROP), Sindicato dos Agentes de Endemias, entre outras categorias. Além das entidades já citadas, ainda integram o ato a Intersindical, Força Sindical e Pública e a Frente Povo Sem Medo.


Para o coordenador do ato, que também é presidente do SINPOL e da Intersindical, Áureo Cisneiros, só com muita pressão popular os trabalhadores conseguirão barrar a reforma da previdência proposta pelo governo de Michel Temer. “Hoje o Recife e outras seis cidades pernambucanas vão parar. Nossos congressistas, assim como o atual presidente, já demonstraram não ter compromisso algum com a classe trabalhadora. Por isso, só colocaremos fim a essa agenda de retirada de direitos indo às ruas, dialogando com a sociedade, rumo à greve geral”, avalia.

Duas reuniões organizativas do ato já foram realizadas, com a presença dos representantes das entidades envolvidas no processo. Ontem, às 17h, na sede do SINPOL, aconteceu a reunião geral, quando foram acertados os detalhes finais.

Comentários

MAIS ACESSADAS DO MÊS

Paulo Câmara "homenageia" Dia do Orgulho LGBT+ com ação policial truculenta em região boêmia do Recife historicamente ocupada por bares e boate LGBT+ e já tem um "Stonewall" pra chamar de seu

PT já teria até escolhido marqueteiro da campanha de Marília Arraes

Prefeito do Cabo, Lula Cabral, do PSB é denunciado pelo MPPE por "montar vasto esquema criminoso de fraudes em licitações" mediante comissão dirigida por "sua ex-namorada e sua cunhada"