IPOJUCA: CARLOS SANTANA COMETEU ABUSO DE PODER ECONÔMICO AO TENTAR COMPRAR APOIO POLÍTICO, AFIRMA MPE EM PARECER PELA CASSAÇÃO DO REGISTRO DE CANDIDATURA DO EX-PREFEITO





Em Parecer (Leia a íntegra AQUI) lançado nos Autos da Ação de Investigação Judicial Eleitoral nº 148-87.2016.6.17.0016, que tramita na 16ª Zona Eleitoral do Estado de Pernambuco, o Promotor de Justiça Eleitoral de Ipojuca, Eduardo Leal do Santos, reconheceu como comprovada a prática de abuso do poder econômico pelo ex-prefeito de Ipojuca e candidato à reeleição, Carlos Santana, do PSDB, que foi flagrado em uma gravação tentando comprar o apoio político do Sr. Elias Varanda, em troca de R$ 10 mil e de um emprego para aquele senhor.





Segundo o Parecer Eleitoral do promotor da 16ª Zona Eleitoral,Carlos Santana deve sofrer as penalidades previstas no art. 22 da Lei Complementar nº 64/90, que prevê, em caso de procedência da Ação de Investigação Eleitoral por abuso de poder econômico "inelegibilidade do representado e de quantos hajam contribuído para a prática do ato, cominando-lhes sanção de inelegibilidade para as eleições a se realizarem nos 8 (oito) anos subsequentes à eleição em que se verificou, além da cassação do registro ou diploma do candidato diretamente beneficiado pela interferência do poder econômico ou pelo desvio ou abuso do poder de autoridade ou dos meios de comunicação, determinando a remessa dos autos ao Ministério Público Eleitoral, para instauração de processo disciplinar, se for o caso, e de ação penal, ordenando quaisquer outras providências que a espécie comportar"




As eleições estão agendada para o próximo domingo (02/04). Ainda que a ação seja julgada após uma eventual diplomação do candidato, na hipótese remota de uma vitória (Carlos Santana foi derrotado nas eleições em que disputou a reeleição e tem alto índice de rejeição entre os eleitores de Ipojuca - Leia AQUI), Carlos Santana poderá ter o mandato cassado ou sequer ser diplomado (Leia AQUI)

Comentários

MAIS ACESSADAS DO MÊS

Paulo Câmara "homenageia" Dia do Orgulho LGBT+ com ação policial truculenta em região boêmia do Recife historicamente ocupada por bares e boate LGBT+ e já tem um "Stonewall" pra chamar de seu

PT já teria até escolhido marqueteiro da campanha de Marília Arraes

Prefeito do Cabo, Lula Cabral, do PSB é denunciado pelo MPPE por "montar vasto esquema criminoso de fraudes em licitações" mediante comissão dirigida por "sua ex-namorada e sua cunhada"