Notícias




quinta-feira, 2 de março de 2017

MARCELO ODEBRECHT CITA "PEPINO" DO GOVERNO DE PERNAMBUCO EM DEPOIMENTO AO TSE



Em seu Blog, no Portal "O Globo", o Colunista Lauro Jardim revela que durante seu depoimento ao ministro Herman Benjamin, relator, no TSE, do processo que investiga o pagamento de Caixa 2 à Chapa de Dilma e Michel Temer, nas eleições presidenciais de 2014, o empresário Marcelo Odebrecht contou que não fez nenhuma doação a Eduardo Campos naquele pleito em razão de um "pepino" pendente do governo de Pernambuco com a empreiteira que leva seu sobrenome. Segundo Marcelo, a morte de Campos teria impedido que o "pepino" fosse solucionado a tempo.

Fontes ouvidas por nosso Blog confirmaram que o "pepino" mencionado por Marcelo era o contrato da Arena Pernambuco, cuja PPP acabou sendo "rompida" pelo atual governo do Estado, depois que uma Operação da Polícia Federal chamada "Fair Play" detectou fraudes na licitação e superfaturamento no contrato para favorecer a empreiteira baiana. As relações promíscuas entre a Odebrecht e o governo de Pernambuco ficaram bastante evidenciada com as gravações que vieram a público de conversas entre membros do governo e diretores de empreiteiras, entre elas João Antônio Pacífico, um dos principais delatores da Odebrecht, em que se menciona o costume da empreiteira de Marcelo fornecer "cheques especiais" milionários para cobrir rombos em contratos de outras PPPs malsucedidas, como a destinada à construção do Presídio de Itaquetinga, que apesar de aportes milionários de empréstimos obtidos junto ao BNB, jamais saiu do papel (Leia DELATOR DA ODEBRECHT FOI GRAVADO JUNTO COM ALDO GUEDES E THIAGO NORÕES NO EPISÓDIO DO "CHEQUE ESPECIAL" PARA ITAQUITINGA).

A Operação "Fair Play" está tramitando no Supremo Tribunal Federal (Inquérito 4292) em razão do foro privilegiado de investigados como o deputado federal do PSB, Tadeu Alencar e do senador, também do PSB, Fernando Bezerra Coelho. Também são investigados o governador Paulo Câmara e o prefeito do Recife, Geraldo Júlio, ambos do PSB (Leia AQUI e AQUI). 

Dentre os 77 delatores da Odebrecht, pelo menos 6 teriam delações dedicadas aos negócios da empreiteira baiana com políticos e servidores públicos pernambucanos. A do ex-diretor superintendente da área Norte da Odebrecht, João Antônio Pacífico, porém, promete não deixar "pedra sobre pedra", revelam fontes que tiveram acesso ao conteúdo do acordo de colaboração assinado por ele e já homologado pela ministra Carmem Lucia (Leia AQUI e AQUI).


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.

Siga o Blog por Email

Twitter Updates 2.2: FeedWitter

Seguidores

Vídeos

BoxVideos1

BoxVideos2

Noelia Brito © 2016 Todos os direitos reservados.