Notícias




quarta-feira, 19 de abril de 2017

DELATOR ENTREGOU DOCUMENTO APONTANDO QUE GERALDO JÚLIO RECEBEU R$ 500 MIL DA ODEBRECHT, AFIRMA JANOT.




A Petição 6706, onde o esquema de corrupção envolvendo a empresa DAG, apontada como laranja da Odebrecht, em vários negócios, inclusive na PPP para construção do CIR de Itaquitinga e o Consórcio Advance/Socializa foram revelados em delações de Marcelo Odebrecht e por executivos, como Antônio Pacífico e Luiz Eduardo da Rocha Soares, revela que esse delator entregou aos investigadores um documento comprovando que o prefeito do Recife, Geraldo Júlio, à época candidato, pelo PSB, ao cargo, teria recebido R$ 500 mil da empreiteira. 


A afirmação é feita pelo Procurador Geral da República, Rodrigo Janot, que assina a petição e que afirma que com relação a esses fatos não há menção a crimes, em tese, cometidos por detentores de foro por prerrogativa de função, perante o Supremo Tribunal Federal, de modo que, segundo Janot, a competência para o processamento dos crimes, em tese ali descritos, seria da Justiça Federal de Pernambuco.

Janot afirma, em sua petição, que o delator teria fornecido documento comprovando a entrega de R$ 500 mil a Geraldo Júlio, observe-se que sequer há menção de que tal entrega foi a interposta pessoa, mas que teria sido feita ao próprio Geraldo Júlio. Ademais, Geraldo Júlio era secretário de Desenvolvimento Econômico de Eduardo Campos e presidente de SUAPE, mesmo cargo que fora ocupado por Fernando Bezerra Coelho, seu antecessor, cargo que só deixou de ocupar para ser candidato à Prefeitura do Recife.

Claro está que será um verdadeiro escândalo se não for aberto nenhum inquérito no TRF5, contra Geraldo Júlio, que foi, sim, delatado e ainda com apresentação de documento comprobatório, segundo o próprio Rodrigo Janot, de recebimento de recursos da empreiteira baiana.

O caso de Itaquitinga é um dos mais escandalosos que vieram à tona com as delações da Odebrecht, pois já se sabe que para que o Banco do Nordeste do Brasil liberasse um empréstimo de R$ 350 milhões ao Consórcio Advance/Socializa, em sua integralidade, um secretário do Governo Eduardo Campos forneceu uma Cetdidão falsa atestando a conclusão da obra, jamais concluída. O nome desse secretário ainda continua uma incógnita (Leia AQUI).

Além disso, passadas apenas 48 horas da liberação fraudulenta do empréstimo para as obras de Itaquitinga, os sócios do Consórcio Advance/Socializa distribuíram R$ 90 milhões dos R$ 350 milhões entre si, como se fossem dividendos, segundo os delatores.

Assista AQUI trecho da delação premiada de Luiz Eduardo Soares da Rocha onde ele narra como funcionava o chamado Setor de Operações Estruturadas da Odebrecht e como a Itaipava e a DAG eram utilizadas como "laranjas" para pagamentos de "Caixa dois", pela Odebrecht.






Um comentário:

  1. De onde veio todo o dinheiro que elegeu e reelegeu todos os 5.570 prefeitos,513 deputados federais,81 senadores,mais de 1.400 deputados estaduais,mais de 66 mil vereadores e de todos os ex-presidentes do Brasil desde 1989?

    Das prefeituras e dos governos estaduais e do governo federal? Não .Nenhum deles pode financiar nem a deles próprios imagine a dos outros.

    E de onde vieram os milhões e os bilhões durante todo esse tempo? Dos empresários, das empreiteiras,dos bancos e das firmas.E por que eles e elas doaram tanto dinheiro? Porque a LEGISLAÇÃO ELEITORAL do Brasil disse que tudo foi legal.Tanto que é todos os candidatos foram eleitos,diplomados e tomaram posse.

    Como explicar agora que o TSE via seu presidente Gilmar Mendes e seus subordinados vem dizer que foi ilegal? Como explicar que o Aécio Neves depois de derrotado nas urnas usando as mesmas moedas e os mesmos esquemas de captação de recursos entra no TSE pedindo a anulação da eleição de Dilma e Temer?

    De onde veio o dinheiro para eleger e reeleger todos os ex-governadores de Pernambuco de 1989 até hoje? Das mesmas empresas e empreiteiras,dos mesmos bancos e firmas.Tudo legal conforme aprovação de todas as prestações de contas pelos tribunais regionais eleitorais.

    Este é o dilema da política brasileira.Agora,por que o PMDB do Eduardo Cunha com o PSDB e DEM e PPS e seus parceiros aprovaram uma PEC do Eduardo Cunha LEGALIZANDO TODAS as doações empresariais? Por que o Senado do Renan Calheiros votou contra a legalização por 36 x 31? Por que o Supremo Tribunal Federal contra as doações empresariais por 8 x 3 ? Com as duas decisões favoráveis ao VETO a Dilma simplesmente VETOU.Para mim esse foi o maior motivo que fez o Michel Temer e Eduardo Cunha reunirem 367 Deputados Federais para aplicar um impeachment contra a presidente Dilma.0 presidente hoje paga muito caro por ter sido Presidente do PMDB por 15 anos e conhece tudo sobre doações empresariais aos partidos e aos políticos.É uma raposa velha que conhece o galinheiro!

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.

Siga o Blog por Email

Twitter Updates 2.2: FeedWitter

Seguidores

Vídeos

BoxVideos1

BoxVideos2

Noelia Brito © 2016 Todos os direitos reservados.