Notícias




quarta-feira, 12 de abril de 2017

JOSÉ CHAVES (PTB), PAULO RUBEM (PSOL) E PEDRO EURICO (PSDB) SERÃO INVESTIGADOS POR RECEBIMENTO VIA "CAIXA 2" DO SETOR DE OPERAÇÕES ESTRUTURADAS DA ODEBRECHT


LAVA JATO EM PERNAMBUCO

De acordo com os despachos publicados, hoje, determinando o envio dos pedidos de investigação contra pessoas delatadas pelos ex-executivos da Odebrecht, na Lava Jato e que não têm foro privilegiado, os ex-deputados pernambucanos José Chaves (PTB), Paulo Rubem (PSOL) e Pedro Eurico (PSDB) teriam recebido doações para suas campanhas eleitorais do chamado setor de Operações Estruturadas da empreiteira baiana Nornerto Odebrecht por meio de "Caixa 2".


José Chaves (PTB) foi delatado por João Antônio Pacífico, José de Carvalho Filho e Benedicto Barbosa da Silva Junior teria recebido "pagamentos indevidos" nos anos de 2001 e 2002 e, ainda, R$ 100 mil para sua campanha eleitoral do ano de 2010, de forma não contabilizada e por meio do Setor de Operações Estruturadas:






Paulo Rubem Santiago (PSOL) foi delatado por João Antônio Pacífico e Benedicto Barbosa da Silva Junior, segundo os quais como beneficiário de um aporte de R$ 76 mil para sua campanha para deputado federal no ano de 2010 feito mediante transferência do chamado Setor de Operações Estruturadas da Odebrecht, havendo, inclusive, registro no Sistema "Drousys" (saiba detalhes sobre o Sistema "Drousys" AQUI):






Pedro Eurico (PSDB), atualmente secretário de Justiça e  Direitos Humanos do Estado de Pernambuco foi delatado por João Antônio Pacífico e Benedicto Barbosa da Silva Junior pelo recebimento de R$ 60 mil para sua campanha a deputado estadual no ano de 2010, a pedido do presidente de seu Partido. O repasse foi feito por meio do chamado Sistema "Drousys" do Setor de Operações Estruturadas da Odebrecht:






Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.

Siga o Blog por Email

Twitter Updates 2.2: FeedWitter

Seguidores

Vídeos

BoxVideos1

BoxVideos2

Noelia Brito © 2016 Todos os direitos reservados.