Notícias




sexta-feira, 28 de abril de 2017

PRESIDÊNCIA DO TST TERIA APRESENTADO EMENDAS CONTRA TRABALHADORES NA REFORMA TRABALHISTA A PEDIDO DE LOBISTAS E MINISTRA PEDE INVESTIGAÇÃO



A Ministra Kátia Magalhães Miranda, do Tribunal Superior do Trabalho, encaminhou, ontem, ofício ao Presidente daquele Tribunal, ministro Ives Gandra Martins Filho, ofício questionando a origem das 11 emendas atribuídas à Presidência do Tribunal Superior do Trabalho que foram aprovadas pela Câmara dos Deputados, na chamada Reforma Trabalhista, "com conteúdo restritivo aos atuais direitos previstos na CLT". As emendas teriam sido apresentadas pela deputada federal Gorete Pereira, supostamente a pedido do TST, o que a Ministra Kátia Miranda considerou gravíssimo, chegando a chamar de "acusação" que pesa contra a "imagem" da instituição, tendo em vista matéria jornalística denunciando que lobistas de bancos, indústrias e transportes estariam por trás das emendas à Reforma Trabalhista (Leia AQUI).

De fato, matéria do "Intercept" revela que "LOBISTAS DE ASSOCIAÇÕES empresariais são os verdadeiros autores de uma em cada três propostas de mudanças apresentadas por parlamentares na discussão da Reforma Trabalhista. Os textos defendem interesses patronais, sem consenso com trabalhadores, e foram protocolados por 20 deputados como se tivessem sido elaborados por seus gabinetes." Dentre os vinte deputados que apresentaram as emendas de lobistas, elencados pelo Intercept, figura a deputada Gorete Pereira, do PP do Ceará, citada no ofício da Ministra Kátia Miranda, sendo, portanto, bastante pertinente o pedido de investigação sobre a possibilidade de que o gabinete da Presidência do TST tenha se prestado a atender interesses de lobistas de empresários em detrimento da classe trabalhadora.

A Ministra Kátia Miranda solicita, ainda, que o presidente Ives Gandra, além de esclarecer se tem conhecimento sobre o envolvimento da presidência do Tribunal com tais emendas, informe de que computador de seu gabinete teriam saído tais propostas lesivas aos trabalhadores, mandando investigar sua origem.





4 comentários:

  1. Tem que cassar esse Sr que hoje se apropria da presidência do TST pra trair a classe trabalhadora e servir aos interesses patronais. Ele não deveria estar nesta instituição bem tão pouco nesta função, já que sempre esteve do lado dos patrões. Exigimos investigação e seu imediato afastamento.

    ResponderExcluir
  2. Uma notícia gravíssima que se confirmada após seria investigação, medidas legais há de serem tomadas! É o fim uma situação dessa!

    ResponderExcluir
  3. É Lamentável se isso de fato partiu do presidente do TST!

    ResponderExcluir
  4. A ação imediata e mais correta seria a cassação de Gandra. Mas como a lei tem suas demoras...

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.

Siga o Blog por Email

Twitter Updates 2.2: FeedWitter

Seguidores

Vídeos

BoxVideos1

BoxVideos2

Noelia Brito © 2016 Todos os direitos reservados.