HOMEM DA MALA DE PROPINAS DO TEMER É PRESO EM BRASÍLIA E DELAÇÃO TRAZ PÂNICO AO PLANALTO

Rocha Loures acertado a propina para Temer com executivo da JBS, Ricardo Saud

Flagrado pela Policia Federal transportando  uma mala  contendo R$ 500 mil de propinas pagas pelo empresário Joesley Batista, da JBS, que seriam destinadas ao presidente Michel Temer, de quem era assessor direto, o ex-deputado federal Rodrigo Rocha Loures acaba de ser preso em Brasília, por determinação do ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato, no Supremo Tribunal Federal.

Rocha Loures fora indicado por Temer, conforme registro em gravação feita por Joesley, de uma conversa com o presidente, como o interlocutor com quem o empresário poderia tratar de quaisquer assuntos e pendências que tivesse que resolver com o governo.


Segundo a delação da JBS, os R$ 500 mil pagos a Rocha Loures seriam apenas a primeira parcela de uma propina semanal acertada com Temer de R$ 2 milhões por mês durante 20 anos.

A prisão de Loures traz pânico entre os aliados de Temer, já que uma delação premiada é dada como certa.

Comentários

  1. A verdade, tem que ser revelada, sempre.
    A hora tá chegando, de passar o Brasil à limpo...

    ResponderExcluir

Postar um comentário

MAIS ACESSADAS DO MÊS

Paulo Câmara "homenageia" Dia do Orgulho LGBT+ com ação policial truculenta em região boêmia do Recife historicamente ocupada por bares e boate LGBT+ e já tem um "Stonewall" pra chamar de seu

PT já teria até escolhido marqueteiro da campanha de Marília Arraes

Prefeito do Cabo, Lula Cabral, do PSB é denunciado pelo MPPE por "montar vasto esquema criminoso de fraudes em licitações" mediante comissão dirigida por "sua ex-namorada e sua cunhada"