Notícias




quinta-feira, 13 de julho de 2017

COLUNA "OLHEIROS DA NOELIA BRITO", DE 13/07/2017


PREPOTÊNCIA DE AUXILIARES É GRANDE BARREIRA À REELEIÇÃO DE PAULO CÂMARA

Ruy Bezerra é auditor do TCE e foi
chefe de gabinete de Paulo Câmara
A perseguição contra policiais, perpetrada por meio de processos disciplinares e que transformou o ex-secretário de Defesa Social, Angelo Gioia em alvo preferencial das críticas e manifestações contra o governo Paulo Câmara, teria sido um dos principais motivos de sua saída da Secretaria, já que não houve qualquer mudança significativa na equipe ou mesmo na política que vinha sendo praticada pelo governo, além da saída do próprio secretário. Em ano pré-eleitoral, o governador tem sido aconselhado a não compactuar com auxiliares que instaurem regimes de terror ou de perseguição que possam lhe causar problemas com o Ministério Público, que tem demonstrado muita independência quando acionado para coibir casos de perseguições contra servidores que denunciam malfeitos de seus superiores. Conforme já antecipamos aqui mesmo na Coluna, pelo menos dois funcionários do alto escalão da Guarda Municipal do Recife, um deles o próprio Comandante da Guarda, já são investigados por improbidade administrativa, em razão de perseguições contra servidores. Nossos "olheiros" nos informam que o Ministério Público já teria outro alvo em vista, desta feita, o Controlador Geral do Estado, Ruy Bezerra, que estaria mandando instaurar procedimentos administrativos contra servidores de sua Pasta, com intuito de intimidá-los, o que, no entender no Ministério Público, pode caracterizar improbidade administrativa. O problema é que Ruy Bezerra é extremamente próximo do governador. Além de ser seu colega como auditor do TCE, foi seu chefe de gabinete, cargo que só deixou para ceder lugar ao filho de Eduardo Campos, João Campos e qualquer escândalos com alguém tão ligado ao governador, às vésperas das eleições, pode ser altamente prejudicial ao próprio chefe do Poder Executivo. Quando o governador começa a acertar os ponteiro na política, a exemplo da atração do "Livres", ex-PSL, para seu palanque, seus auxiliares metem os pés pelas mãos e parecem trabalhar para sabotá-lo. Quem tem certos aliados como os do governador não precisa de inimigos.

ELIAS GOMES VAI DO CÉU AO INFERNO EM MENOS DE UM ANO

Quando ainda era prefeito de Jaboatão dos Guararapes, o ex-prefeito Elias Gomes, do PSDB, chegou a sonhar com a possibilidade de disputar o Palácio do Campo das Princesas. Para isso, chegou a abrigar em suas secretarias indicados por caciques de partidos que iam do PT ao PSDB, passando pelo PDT e PPS. Elias, que foi prefeito também do Cabo de Santo Agostinho e elegeu o filho Betinho Gomes deputado Federal, hoje não consegue sequer a presidência do próprio partido o PSDB, que agora lhe cobra a fatura por ter se aliado ao governador Paulo Câmara para tentar sabotar a candidatura de Daniel Coelho à prefeitura do Recife, em 2016 e para deixar de lançar um candidato do PSDB, em Jaboatão, apoiando Heraldo Selva, do PSB, que teve votação pífia, apesar de apoiado por Elias e pelo governador. Além de perder as duas prefeituras, a do Cabo e a de Jaboatão, Elias Gomes agora se vê vetado internamente e não deverá sequer assumir a presidência do PSDB que lhe havia sido apalavrada por Bruno Araújo. Segundo nossos "Olheiros", tucanos pernambucanos entendem que como Elias não cumpriu suas obrigações com o PSDB, o PSDB não tem que cumprir suas obrigações com ele.  

ARMANDO E FBC VIRAM ALVO DA CUT POR VOTAREM CONTRA OS TRABALHADORES


A Central Única dos Trabalhadores (CUT-PE) promete não dar folga aos senadores pernambucanos Armando Monteiro (PTB) e Fernando Bezerra Coelho (PSB), que chegaram a ser ministros dos ex-presidentes Lula e Dilma, do PT, partido a que a própria CUT é diretamente ligada. É que ambos votaram a favor da Reforma Trabalhista, portanto, contra os trabalhadores. A Central, considerada a maior do país, com influência direta sobre milhões de trabalhadores, tem divulgado manifestos, mensagens e até "mêmes" em Redes Sociais e pelo WhatsApp apontando os dois políticos pernambucanos dentre aqueles "SENADORES QUE NÃO MERECEM SEU VOTO". Em suas mensagens, a CUT chama FBC e Armando Monteiro de "traidores", dentre outros adjetivos. Monteiro, que já não contará com a pessoa do ex-presidente Lula em seu palanque, deverá ter muita dificuldade em renovar o mandato de senador. Já Fernando Bezerra Coelho, desistiu de disputar o governo para lançar o filho, Fernandinho em seu lugar, mas tem pelo menos mais quatro anos de senatória.


* Seja você também um de nossos "Olheiros". Mande seu flagrante para nosso e-mail noeliabrito50@gmail.com




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.

Siga o Blog por Email

Twitter Updates 2.2: FeedWitter

Seguidores

Vídeos

BoxVideos1

BoxVideos2

Noelia Brito © 2016 Todos os direitos reservados.