Notícias




segunda-feira, 31 de julho de 2017

DIRETÓRIO ESTADUAL DO PT BATE O MARTELO PELA CANDIDATURA PRÓPRIA EM 2018 E DEVE VIR FORTE COM LULA, MARÍLIA, LÓSSIO E QUEIROZ


Em reunião que tomou todo o dia de ontem (30), o Diretório Estadual do PT decidiu, por unanimidade, expedir uma Resolução definindo que o Partido terá candidatura própria ao governo de Pernambuco, em 2018.

A Resolução da instância estadual joga um balde de água fria nas pretensões daqueles que sonhavam em ver o PT, mais uma vez, coadjuvando a candidatura do senador Armando Monteiro, derrotado logo no primeiro turno, em 2014, pelo atual governador Paulo Câmara, do PSB, numa coligação que levou o PT a obter o pior resultado eleitoral de sua história, quando não conseguiu eleger sequer um único deputado federal e ainda amargou a derrota do ex-prefeito João Paulo para o senador Fernando Bezerra Coelho.

A vereadora Marília Arraes, que ganhou destaque por ter sido uma das vereadoras mais bem votadas do PT, em todo o País, tem percorrido o Estado se colocando à disposição do Partido para a disputa, o que tem sido considerado um diferencial pelas bases do PT, do interior, segundo as quais, há muito tempo nenhuma liderança petista se mostrava disposta a fazer o que Marília tem feito, ainda mais em se tratando de uma política com base eleitoral na Região Metropolitana do Recife.

O nome de Marília tem se apresentado como o mais agregador dentro e fora do PT, a ponto de nomes como os dos ex-prefeitos Júlio Lóssio, de Petrolina e José Queiroz, de Caruaru se mostrarem dispostos a virem integrar a chapa da petista, como seus senadores. Em todos os encontros e eventos petistas, o nome de Marília tem sido aclamado pela militância como aquele que deve levar o nome do PT nas eleições para o governo de Pernambuco.


Recentemente, o deputado Wolney Queiroz, candidato à reeleição,
divulgou foto de uma reunião com a vereadora Marília Arraes,
a deputada Teresa Leitão e José Queiroz, que tem sido cotadíssimo
para uma das vagas ao senado na chapa de Arraes.
Fontes ligadas aos ex-prefeitos de duas das mais importantes cidades do Estado confirmam o interesse tanto de Lóssio, quanto de Queiroz em ocuparem a chapa majoritária, já que Humberto Costa e João Paulo decidiram disputar vagas na Câmara Federal.

Queiroz, além de pertencer a um Partido que foi contrário
ao golpe e às reformas, sempre teve manteve boas relações
o líder petista.
O deputado federal Sílvio Costa tem se colocado como postulante a uma vaga de senador, mas numa chapa encabeçada por Armando Monteiro, o que o tira da possibilidade de compor a chapa de Marília Arraes, deixando todas as portas abertas para que o PT forme uma chapa altamente competitiva com Marília, Lóssio e Queiroz e ainda com a vice em aberto para ser trabalhada com mais algum partido que poderia até ser o PSOL, que precisa de uma coligação para reeleger Edilson Silva deputado estadual e eleger Paulo Rubem deputado federal.


Júlio Lóssio mudaria de partido para integrar a fortíssima chapa que está
sendo formada para derrotar o PSB, em Pernambuco.
Lóssio teria apenas que migrar para um outro Partido já que o PMDB em Pernambuco está sendo negociado com seus arquiinimigos políticos, os Bezerra Coelho, que pretendem lançar o ministro Fernando Filho, com o apoio de Michel Temer, ao governo de Pernambuco, ou, ainda, permanecer na base de apoio de Paulo Câmara, de quem Raul Henry é vice, mas seria sacrificado para que Jarbas Vasconcelos ganhasse uma vaga no senado.


4 comentários:

  1. Uma atitude sensata, equilibrada e de quem atingiu a maioridade,parabéns pra todos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ela não tem conhecimento do interior do estado
      É uma desconhecida
      Não vinga

      Excluir

Tecnologia do Blogger.

Siga o Blog por Email

Twitter Updates 2.2: FeedWitter

Seguidores

Vídeos

BoxVideos1

BoxVideos2

Noelia Brito © 2016 Todos os direitos reservados.