Notícias




terça-feira, 4 de julho de 2017

LULA DÁ AVAL PARA MARÍLIA ARRAES SER A CANDIDATA DO PT AO GOVERNO DE PERNAMBUCO. SAIBA QUEM SÃO AS OUTRAS POSSIBILIDADES







Acompanhada do senador Humberto Costa, a vereadora do Recife, Marília Arraes, esteve reunida na tarde de ontem com o ex-presidente Lula, em São Paulo, na sede do Instituto Lula, para tratar de temas relevantes para a política pernambucana.


Em suas páginas, nas redes sociais, Marília Arraes, que foi uma das parlamentares mais bem votadas do Partido dos Trabalhadores, em todo o País, nas eleições de 2016 e a mais bem votada da oposição, com mais de 12 mil votos, revelou que encontrou Lula muito animado e disposto para a luta. Segundo Marília, a conversa teria girado em torno da conjuntura política nacional e estadual. 

Já o senador Humberto Costa, em suas redes sociais  foi mais revelador. Segundo Humberto, sob o sugestivo título "Entendedores entenderão", a visita teria sido para "bater um papo" com Lula "sobre o futuro de Pernambuco e do Brasil". Humberto ainda se disse "confiante" e que a "conversa foi muuuuuito animadora."

A postagem de Humberto Costa, que é considerado o principal interlocutor do PT com Lula, em Pernambuco, inclusive por pertencerem à mesma corrente, a CNB, foi interpretada como uma sinalização de que o ex-presidente teria dado seu aval à candidatura de Marília Arraes ao governo de Pernambuco, principalmente porque já há decisão do Partido, no sentido de que a legenda terá candidatura própria  ao governo de Pernambuco, em 2018.


Uma candidatura própria forte é considerada fundamental para que o PT possa se reposicionar no cenário político local, garantindo também um palanque à esquerda ao presidente Lula que deve iniciar caravanas pelo país nos próximos dias.

As últimas eleições para o governo de Pernambuco, onde o PT marchou com Armando Monteiro foram catastróficas para o Partido que além de perder o senado para Fernando Bezerra Coelho, não conseguiu eleger nenhum deputado federal, servindo de cauda para candidatos que depois votaram a favor do impeachment da presidente Dilma.

Apesar da discrição com que a vereadora Marília Arraes e o senador Humberto Costa têm tratado o conteúdo da conversa com Lula, fontes ouvidas pelo Blog revelaram que Lula fez pesadas críticas ao PSB de Pernambuco e que demonstrou empolgação com a candidatura própria do PT no Estado. Quanto à candidatura de Marília Arraes, o ex-presidente teria chegado a afirmar que estava "animado para voltar a fazer campanha para uma Arraes na majoritária".

Além do nome da vereadora Marília Arraes, que já conta com o aval de Lula, considerado o maior cabo eleitoral de Pernambuco, nomes como o do ex-prefeito João Paulo, da deputada Teresa Leitão e do senador Humberto Costa, do presidente da CUT/PE, Carlos Veras e do presidente estadual do PT, Bruno Ribeiro, têm sido cogitados também para a disputa.


Como João Paulo vem de  uma série de derrotas derrotas em disputas majoritárias (vice-prefeito em 2012, senado em 2014 e prefeitura do Recife em 2016) e na última, para a prefeitura do Recife, já demonstrava uma certa apatia para esse tipo disputa, já deu, portanto, sua cota de sacrifício ao Partido, além de ser tido como uma espécie de puxador de votos, numa disputa para deputado federal. Dificilmente, portanto, o ex-prefeito se aventuraria em mais uma disputa majoritária, ainda mais tendo Marília já demonstrado disposição para cumprir essa missão e com o aval de Lula.


Humberto Costa e Teresa Leitão, embora sejam nomes importantes e de tradição dentro do PT, têm demonstrado maior inclinação para a disputa de vagas no Parlamento. Teresa deve voltar a concorrer a uma vaga na Alepe, onde tem tipo uma atuação destacada, enquanto Humberto ainda  avalia se disputará novamente o senado ou uma vaga na Câmara dos Deputados.



Carlos Veras deverá disputar uma cadeira na Câmara dos Deputados, dentro de uma política da CUT de formar uma bancada federal de parlamentares sindicalistas, então cogitar seu nome para uma disputa majoritária não faz nenhum sentido.



O único dos cotados para a disputa que pode vir a bater chapa com Marília Arraes, apesar da aprovação de Lula à candidatura daquela seria o presidente do PT, Bruno Ribeiro, o que não seria nada demais, já que o PT é uma democracia. 

2 comentários:

  1. 👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏

    ResponderExcluir
  2. SUGIRO AO COMPANHEIRO BRUNO FIBEIRO PARA QUE DISPUTE UMA CADEIRA NA CAMARA FEDERAL . POIS E MUITO IMPORTANTE PRO PT CONCORRER COM MARILIA ARRAZ .POSEMOS TRAZER O PSB EM NOSSA COLIGAÇAO A NIVEL FEDERAL

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.

Siga o Blog por Email

Twitter Updates 2.2: FeedWitter

Seguidores

Vídeos

BoxVideos1

BoxVideos2

Noelia Brito © 2016 Todos os direitos reservados.