Notícias




quinta-feira, 10 de agosto de 2017

COLUNA "OLHEIROS DA NOELIA BRITO", DE 10/08/2017

FARRA DOS ALUGUEIS NA SDS
Foto: Arquivo ADEPPE
Alvo das Operações “Caça-Fantasmas”, “Fraus” e “Comunheiro”,  da Polícia Civil que o levaram à prisão por comandar uma organização criminosa especializada em fraudar licitações, o vereador e ex-presidente da Câmara Municipal de Carpira, Tota Barreto, do PSB, tem a felicidade de ver um imóvel de sua família alugado pela Secretaria de Defesa Social, pelo exorbitante valor de R$ 7.440,00, quando o preço de mercado para o mesmo imóvel é de apenas R$ 1.000,00. A revelação é feita pela Associação dos Delegados de Polícia de Pernambuco – ADEPPE, na Edição nº 126 de seu Jornal, que ainda informa que a casa alugada para instalar a Delegacia de Carpina é um imóvel que já esteve em reformas em razão do desabamento do teto e não possui sequer mínimas condições de segurança, tendo sido arrombada por diversas vezes, quando os assaltantes roubaram armas de fogo apreendidas.

“SDS É ENTRAVE AO COMBATE À VIOLÊNCIA”
A afirmação é do Delegado de Polícia Francisco Rodrigues, que preside a ADEPPE, Associação dos Delegados de Polícia de Pernambuco. Para a entidade, a Secretaria de Defesa Social “é um fardo pesado para o Estado, porém sua extinção não é sequer pronunciada, em razão de sustentar o maior número de cargos comissionados do governo”. De acordo, ainda com a ADEPPE, a SDS “é uma secretaria absolutamente desnecessária que serve acima de tudo para acomodar partidários políticos. Com uma fatia de 10% de todo o orçamento do Estado, a SDS consome mais recursos para sua manutenção que a própria Polícia Militar com um efetivo de mais de 20 mil policiais.”

PRA QUEM ERAM OS MILHÕES?
A quebra do sigilo bancário dos marqueteiros pernambucanos André Gustavo Vieira e Antônio Carlos Vieira Junior revelam a movimentação de milhões em dinheiro vivo. De acordo com o Relatório de Inteligência Financeira feito pela Assessoria do Ministério Público do Paraná, em 14 de julho deste ano, em apenas uma remessa feita pelo CNPJ nº 08.845.439.0001/27, o Supermercado Albatroz,
razão social do Supermercado Extrabom, situado na Av. Caxangá, 1845, Cordeiro, pediu o transporte de R$ 2.516.957,00, em espécie, para André Gustavo Vieira da Silva a ser entregue na Rua das Pernambucanas, nº 407, 5º andar, Recife. O relatório é assinado pelo Analista Jonatas Salaberry. Resta saber o porquê da remessa desse montante em espécie de uma pessoa jurídica para uma pessoa física e o destino que foi dado a esses recursos por essa pessoa física.

CHAPA LARANJA OU BRANCA NA ELEIÇÃO DO SINPOL?
Nossos "Olheiros" não perdoam! Os candidatos da Chapa 2 que pretendem disputar contra a atual direção do Sinpol foi flagrada reunindo-se com o Secretário da Casa Civil, Antônio Figueira, em pleno Palácio do Campo das Princesas e já está sendo considerada uma espécie de "chapa branca" pelos integrantes da categoria dos policiais civis que devem reeleger o atual presidente Áureo Cisneiros e seu vice, Rafael Cavalcanti para mais um mandato à frente da entidade.
Não será a primeira derrota da "chapa branca" para Áureo e Rafael, já que George Fernandes foi vice na chapa de Marinho, na eleição passada, que segundo nossos "olheiros", era tão ligado ao governo que até a esposa tinha um cargo comissionado na gestão de Eduardo Campos. Pelo visto, o PSB está com saudades dos tempos em que o Sinpol era pelego.








PRESSA SELETIVA?
Tem chamado atenção a pressa com que alguns Conselheiros do Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco pautam pedidos de advogados comissionados para suspender cautelares de outros Conselheiros suspendendo atos imorais e lesivos ao Erário de prefeitos e dirigentes de estatais. Dois exemplos recentes causaram especial burburinho no meio jurídico: a cassação da cautelar que suspendeu a contratação milionária de escritórios de advocacia privados, pela COMPESA, em prejuízo de advogados concursados e a cassação da cautelar que impedia a migração de segurados do Recifin para o Reciprev, transferindo encargos que devem ser arcados pelo Tesouro para o lombo de servidores e liberando a gastança para o prefeito Geraldo Júlio.
Acesse AQUI
Mas a pressa demonstrada nesses processos que beneficiam escritórios de advocacia que incluem em seus quadros procuradores do Estado que não deveriam ser contratados para prestar serviços para uma empresa que tem como principal acionista a Fazenda que os remunera  e a gestão do prefeito Geraldo Júlio não chamaria atenção se também fosse aplicada aos processos que dormem nas gavetas dos mesmos Conselheiros, envolvendo, por exemplo, a compra de 56 mil  mil licenças desnecessárias e superfaturadas do software Aprimora que denunciamos em nosso Blog e ao MPPE, reproduzidas pelo conceituado Portal de Notícias do jornalistas Luis Nassife que até hoje continua impune, inclusive no TCE. Será que estão esperando que o prefeito consiga comprar 56 mil computadores da Positivo para justificar a compra das licenças-fantasmas?

* Seja você também um “Olheiro” de nossa Coluna! Mande seu flagrante para nosso e-mail noeliabrito50@gmail.com

Um comentário:

  1. Tá vendo Dra.
    O que lhe digo.
    Não tem dinheiro, pra pagar aos Praças da PMPE.
    Mais prá contratos ilícitos pode...
    ME ALISTE, PARA FAZER CAMPANHA, PARA A AMIGA MARILIA ARRAES DE GRAÇA...
    TÔ APOSENTADO, E PARA MIM SERÁ UM PRAZER...

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.

Siga o Blog por Email

Twitter Updates 2.2: FeedWitter

Seguidores

Vídeos

BoxVideos1

BoxVideos2

Noelia Brito © 2016 Todos os direitos reservados.