MARQUETEIRO PRESO TERIA PAGO PROPINA EM DINHEIRO VIVO DA JBS A BRUNO ARAÚJO, REVELA ÉPOCA


Matéria assinada pelo jornalista Diego Escosteguy, da Revista Época, revela que o marqueteiro André Gustavo, dono da Arcos, preso por ordem do juiz Sergio Moro, na 42ª Fase da Lava Jato, teria sido o encarregado pelo pagamento de propina, em dinheiro vivo ao ministro das Cidades, Bruno Araújo, do PSDB, no valor de R$ 200 mil, oriunda da máquina de financiamento de políticos da JBS. A revelação foi feita pela Revista Época com base em documentos entregues pelos delatores da empresa para corroborar o que eles disseram em seus depoimentos (leia AQUI).

Comentários

Postar um comentário

MAIS ACESSADAS DO MÊS

ASSALTANTE DE BANCOS ERA O LOBISTA QUE INTERMEDIAVA CONTRATOS ENTRE EMPRESÁRIOS E GOVERNOS DE PERNAMBUCO E MARANHÃO, REVELA OPERAÇÃO TORRENTES II DA POLÍCIA FEDERAL

DOIS ADVOGADOS ENTRE OS PRESOS NA OPERAÇÃO TORRENTES II. SAIBA OS NOMES DE TODOS OS PRESOS E CONDUZIDOS AQUI NO BLOG

PÂNICO DE PERDER FORO PRIVILEGIADO ESTARIA POR TRÁS DE ACORDÃO DE HUMBERTO COSTA COM PSB PARA RIFAR MARÍLIA ARRAES