Aliança do PT com o PROS é alinhavada pelo PT Nacional. Na ânsia de defender Paulo Câmara, assessor de Humberto Costa ataca até Gleisi Hoffmann por aliança com partido que deixou de apoiar PSB para apoiar PT

Apoio do PROS ao PT é nacional. Assessor de Humberto Costa propaga "fakenews" afirmando que seria "articulação de Marília" e acaba atacando a presidente do PT Gleisi Hoffmann


O assessor do senador Humberto Costa, Dilson Peixoto, na ânsia de fazer a defesa de um candidato que sequer é do seu Partido, no caso, o governador Paulo Câmara, do PSB, acabou por lançar uma nota bastante agressiva contra uma aliança que está sendo costurada por ninguém menos do que a presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann.

Inconformado com o crescimento exponencial dos apoios de diversos seguimentos da sociedade e até de pessoas de diferentes legendas à pré-candidatura do PT ao governo do Estado de Pernambuco, encabeçada pela vereadora do Recife, Marília Arraes, o assessor de Humberto Costa, Dilson Peixoto, soltou uma nota publicada pelo Blog da Folha (leia em  Dilson repudia articulações feitas por Marília) em que abomina uma aliança do PT com o PROS. Na nota, Peixoto chega ao cúmulo de afirmar que "os seguidores de Marília Arraes" estariam desrespeitando as instâncias partidárias e a presidente Gleisi Hoffmann ao, segundo ele, fecharem alianças com outras legendas, referindo-se expressamente a recentes notícias de que o PROS iria declarar por esses dias apoio à candidatura de Marília Arraes ao governo de Pernambuco.

Ocorre que o apoio do PROS ao PT não está sendo alinhavado por Marília Arraes, como quer fazer crer o assessor de Humberto Costa, mas pela presidente do PT, Gleisi Hoffmann, como parte de uma estratégia nacional de ambas as legendas, conforme a Folha de São Paulo revelou na coluna Painel de hoje: "A direção do PT começa esta semana com a expectativa de fechar a primeira aliança nacional. As conversas com o Pros estão em estágio adiantado e a ideia da cúpula petista é consolidar o acordo nos próximos dias. O Pros apoiou Dilma Rousseff em 2014 e reivindica, desta vez, suporte para ampliar sua bancada na Câmara, hoje com 11 deputados. O acerto traria certo alívio à legenda do ex-presidente Lula. Aliados mais tradicionais, como o PC do B, ainda têm dúvidas sobre uma composição (Leia em PT espera fechar primeira aliança nacional com o PROS). 

Ou Dilson Peixoto, que encabeça a defesa de Paulo Câmara, juntamente com Humberto Costa, age de má-fé, ao disseminar notas com informações inverídicas sobre as alianças de seu próprio Partido, ou ele, apesar de ser da Direção Estadual do PT, está totalmente alheio às movimentações do partido do qual é dirigente no que concerne às alianças. O PSB e Paulo Câmara que comecem a colocar as barbas de molho com o que Dilson Peixoto, Humberto Costa, Oscar Barreto e cia andaram lhes prometendo. É bem possível que não sejam capazes de entregar.

Ainda segundo a Folha, o PC do B, diferentemente do PROS, ainda estaria reticente em apoiar Lula ou uma candidatura do PT, confirmando a candidatura de Manuela D´Ávila em sua convenção a ser realizada no dia 1º.

Em resposta aos desaforos de Dilson Peixoto, o PROS resolveu antecipar de amanhã para hoje a confirmação do apoio ao PT, em Pernambuco. Tudo, evidentemente, em consonância com a aliança nacional que está sendo fechada com Gleisi Hofmann (Leia em João Fernando Coutinho declara apoio a Marília)

MAIS VISITADAS DO MÊS

Polêmica: compradores dos apartamentos "entregues" por Bolsonaro em Petrolina soltam nota repudiando "inverdades" da propaganda oficial "fazendo todos acreditarem que foi de “graça” o que além de ser uma inverdade se torna totalmente desrespeitoso para quem adquiriu o apartamento com tanto esforço."

Além de assédio sexual contra funcionárias, testemunhas reportaram ao MPPE e à DRACO que Prefeito de Camaragibe levava "prostitutas" para dentro da Prefeitura

Operação "For All": Além da sonegação de R$ 500 milhões, donos da A3 Entretenimentos, que administra várias bandas de forró, casas de show e até gráficas, também são investigados por tráfico internacional de drogas, homicídio, ameaça, lavagem de dinheiro e organização criminosa. Principal banda da empresa é a Aviões do Forró

Recusa em dar R$ 400 mil por mês a Olavo de Carvalho causou a demissão de Santos Cruz. Pressão pelo dinheiro era de Carlos Bolsonaro

Lava Jato chega a Pernambuco: "Amplo esquema criminoso leva Lava Jato a bloquear mais de R$ 3,5 bilhões do PSB, de FBC, do Espólio de Eduardo Campos, Do MDB e de Eduardo da Fonte além de vários empresários