Mônica Bergano: Supremo entra em alerta com delação premiada que pode atingir Fux Segundo rumores, um magistrado pode ser atingido ainda que indiretamente


Da Coluna da Monica Bergamo, na Folha de São Paulo

O STF (Supremo Tribunal Federal) voltou a entrar em alerta na quinta (21), com rumores de que uma delação premiada pode atingir, ainda que indiretamente, um dos ministros do tribunal.

Nesta sexta (22), a revista "Veja" revelou a existência de um anexo na delação do empresário Jacob Barata.

Nele, Barata, conhecido como o "rei do ônibus" do Rio de Janeiro, diz que um ex-assessor do ministro Luiz Fux, do STF, teria sido o destinatário de uma propina de milhões de reais para ajudar a influenciar uma decisão judicial.

Segundo a publicação, Barata diz que, em 2011, ouviu do então presidente do conselho da Fretranspor, José Carlos Lavouras, que precisava retirar dinheiro do caixa para repassar a um assessor do ministro. A propina seria paga para influenciar uma decisão judicial.

Lavouras vive hoje em Portugal.

O funcionário que teria recebido o pagamento, José Antônio Nicolao Salvador, foi demitido do gabinete de Fux em 2016 porque, segundo o ministro disse à revista, parecia ostentar um padrão de vida superior ao que seu salário permitia.

O assessor nega que tenha recebido recursos.

Comentários

MAIS VISITADAS DO MÊS

Estelionato: Bolsonarista fundador do Direita Pernambuco é preso pela Polícia Civil por aplicar golpes em aplicativos de transporte por meio de empresas fantasmas. Golpe teria extensão nacional

Nova Política: Procuradoria da República envia denúncia contra líder de Bolsonaro, no Senado, Fernando Bezerra Coelho, Fernando Filho, Marinaldo Rosendo e Fernando Coutinho, por formação de quadrilha, peculato e outros delitos, para Procuradora geral da República. Delitos teriam sido praticados com servidores da CPRM no Estado.

Em novo áudio, prefeito de Camaragibe aparece negociando cargos e dinheiro com vereadores em troca da anulação do processo de impeachment e da eleição para presidência da Câmara. Prefeito foi alvo de Operação da DRACO na semana passada

Exclusivo: Blog publica oficio que comprova convocação da delegada Patrícia para MJ e desmente Moro e Governo Paulo Câmara. Leiam ofício assinado pelo Secretário Adjunto de Segurança Pública. Quem mandou Moro desconvidar a Delegada?

Mais prefeitos na mira do MPPE, desta vez o investigado é o Prefeito de Itamaracá. Leiam a Portaria!!!