Em cooperação com agência americana, PF prende homem por divulgação de arquivos contendo abuso sexual infantil Ação PF/SP




Campinas/SP - A Polícia Federal prendeu em flagrante nesta quarta-feira (22/5), cidade de Várzea Paulista/SP, um homem, de 25 anos, pelo crime de armazenamento de arquivos contendo cenas de pornografia infantil e seu respectivo compartilhamento na internet. O mandado de prisão foi expedido pela 1ª Vara Criminal Federal de Jundiaí/SP.

As investigações da Polícia Federal começaram a partir de informações recebidas pela agência americana U.S. Immigration and Customs (ICE), noticiando a existência de um usuário em Várzea Paulista/SP que estaria divulgando cenas de abuso sexual infantil na rede mundial de computadores.

A pena pela divulgação de imagens pornográficas envolvendo crianças e adolescentes é de 3 a 8 anos de prisão.

O preso foi conduzido ao sistema prisional e permanece à disposição da Justiça Federal de Jundiaí/SP.


* Com informações da Comunicação Social Polícia Federal em Campinas

MAIS VISITADAS DO MÊS

Polêmica: compradores dos apartamentos "entregues" por Bolsonaro em Petrolina soltam nota repudiando "inverdades" da propaganda oficial "fazendo todos acreditarem que foi de “graça” o que além de ser uma inverdade se torna totalmente desrespeitoso para quem adquiriu o apartamento com tanto esforço."

Além de assédio sexual contra funcionárias, testemunhas reportaram ao MPPE e à DRACO que Prefeito de Camaragibe levava "prostitutas" para dentro da Prefeitura

Operação "For All": Além da sonegação de R$ 500 milhões, donos da A3 Entretenimentos, que administra várias bandas de forró, casas de show e até gráficas, também são investigados por tráfico internacional de drogas, homicídio, ameaça, lavagem de dinheiro e organização criminosa. Principal banda da empresa é a Aviões do Forró

Recusa em dar R$ 400 mil por mês a Olavo de Carvalho causou a demissão de Santos Cruz. Pressão pelo dinheiro era de Carlos Bolsonaro

Lava Jato chega a Pernambuco: "Amplo esquema criminoso leva Lava Jato a bloquear mais de R$ 3,5 bilhões do PSB, de FBC, do Espólio de Eduardo Campos, Do MDB e de Eduardo da Fonte além de vários empresários