Em Nota, SIMPERE repudia demissão do presidente do SINPOL por governador investigado por corrupção: mão que extingue delegacia de combate à corrupção é a mesma que demite Aureo Cisneiros"



A Direção Colegiada do Sindicato dos Profissionais da Educação do Município do Recife - SIMPERE divulgou, hoje, nota de repúdio contra a demissão do Presidente do Sindicato dos Policiais Civis de Pernambuco, o Comissário de Polícia Aureo Cisneiros, líder da Polícia Antifascista.

De acordo com a nota, o governo de Paulo Câmara, do PSB, que é investigado por corrupção juntamente com o prefeito do Recife, Geraldo Júlio, em Inquérito devolvido recentemente pelo STJ para a Vara dos Crimes Contra a Administração Pública que apura superfaturamento, fraudes e corrupção na contratação da Odebrecht para construir o Esteadio da Copa Arena Pernambuco, promoveu 40 processos administrativos disciplinares contra a atual Diretoria do SINPOL, dos quais 25 são contra seu presidente, Aureo Cisneiros e seu vice-presidente, Rafael Cavalcanti, no intuito de persegui-los em sua atuação Sindical ema defesa dos policiais civis.

O SIMPERE, que também lançou uma nota criticando a extinção da DECASP, delegacia especializada no combate à corrupção, chega a firmar que "A mesma mão que assina a extinção da delegacia de combate a corrupção que investiga Geraldo Júlio (PSB) e o próprio governador é a que assina a demissão de Áureo Cisneiros."

Leiam as duas notas

Nota Contra a demissão de Áureo Cisneiros

O Simpere vem a público através dessa nota repudiar a demissão do Presidente do Sindicato dos Policiais Civis de Pernambuco (Sinpol) e Líder da Polícia Antifascista, Áureo Cisneiros. Em uma clara ação de perseguição às organizações sindicais, Paulo Câmara (PSB) demitiu Áureo pelo simples fato de lutar pela sua categoria e pelos direitos democráticos. Todos os processos que foram movidos contra o representante da Polícia Civil foram no cumprimento do seu dever sindical. 
Atualmente existem 40 processos administrativos contra a direção do Sinpol, só 25 processos administrativos ajuizados são contra Áureo e Rafael Cavalcanti, vice-presidente do Sinpol. Todos esses processos são geridos pela Corregedoria da Secretaria de Defesa Social (SDS). Ou seja, o Governo do Estado usa os órgãos regulatórios com finalidade política para perseguir aqueles que lutam por serviços de qualidade à população.
Nós do Simpere repudiamos e combatemos essa prática. Seremos companheiros de luta de Áureo Cisneiros nessa batalha contra a criminalização dos movimentos sociais. A sociedade não pode ficar calada. A mesma mão que assina a extinção da delegacia de combate a corrupção que investiga Geraldo Júlio (PSB) e o próprio governador é a que assina a demissão de Áureo Cisneiros.

Direção Colegiada do Simpere - Gestão Resistência e Luta CSP Conlutas

Nota: Simpere na luta contra a corrupção

Na contramão da luta contra a corrupção, o governo de Paulo Câmara (PSB) envia  para Assembleia Legislativa um projeto de lei em regime de urgência que extingue a Delegacia de Polícia de Crimes Contra Administração e Serviços Públicos (Decasp). O projeto foi aprovado por 30 votos a favor contra 6 votos. Contou com toda sua bancada de apoio, PSB, SD, PSC, PTB, PP, PRB, PR, PMN, PSDC,  PSD, MDB e PT.
O Simpere, junto a sociedade civil, repudia tal ação do governador e dos deputados estaduais. Sobre a sua gerência, a Decaps atuava em casos como Ratatouille, Ghost, Castelo de Farinha. Em Recife, a empresa Casa de Farinha, que é alvo de investigação e já foi denunciado ao MPPE e TCE pelo Simpere, recebeu R$ 78 milhões desde 2014, para fornecer merenda a 328 escolas e creches municipais, segundo dados do TCE sem ter passado por qualquer licitação.
Muitos políticos, entre eles Geraldo Julio (PSB) e Paulo Câmara (PSB), eram alvos de investigações da Delegacia. Não chegou a ser divulgado o nome de todos os agentes públicos e empresários que estavam sendo investigados por motivos de segurança. Contudo, fica óbvio que essa medida só pode beneficiar essas pessoas, qual outro motivo para a extinção da Decasp.
Além de tudo que representa a manutenção dessa delegacia contra a corrupção em Pernambuco, o ato de Paulo Câmara (PSB) se deu quatro dias após Pontual Filho (dono da Casa de Farinha) se entregar à Polícia e três dias antes da votação no plenário, o governador  liberou uma suplementação orçamentária para a Assembleia Legislativa no valor de R$ 9,3 milhões. 
Não acreditamos que tudo isso seja uma  coincidência, por isso o Simpere engrossa a fileira daquelas e daqueles que estão na luta contra a corrupção e pelo esclarecimento dos casos administrados pela extinta do Decasp.

Direção Colegiada do Simpere - Gestão Resistência e Luta CSP Conlutas

Comentários

MAIS VISITADAS DO MÊS

Preso por sonegaçãoe lavagem de dinheiro, DJ das celebridades protestava contra a corrupção e contra Dilma na Av. Boa Viagem

OPERAÇÃO MAR ABERTO: SOCIALITE PERNAMBUCANO PRESO NA OPERAÇÃO GASTOU QUASE R$ 3 MILHÕES COM CARTÕES DE CRÉDITO, REVELA DECISÃO QUE MANDOU PRENDÊ-LO. ESPOSA E DEMAIS PARENTES OSTENTAVAM GASTOS INCOMPATÍVEIS COM OS GANHOS DECLARADOS

Paulo Câmara tenta transferir ação de improbidade por ocultação de dados sobre repasses de recursos do SUS para Organizações Sociais à Justiça Estadual. MPF reage e aponta que Estado recebeu mais de R$ 9 bilhões da União para Saúde dos pernambucanos

MAR ABERTO: OPERAÇÃO DA DRACO E DA SEFAZ/PE PRENDE DJ DAS CELEBRIDADES RECIFENSES E O PAI, COMERCIANTE DE LANCHAS PARA RICAÇOS, POR SONEGAÇÃO, LAVAGEM DE DINHEIRO . MANDADOS FORAM AUTORIZADOS PELA JUÍZA ANA MOTA, DA VARA DOS CRIMES TRIBUTÁRIOS

Justiça manda suspender processo de cassação do Prefeito de Camaragibe